PUBLICIDADE
Topo

Temor de colapso da internet chega ao WhatsApp, que reduz duração de vídeos

Estúdio Rebimboca/UOL
Imagem: Estúdio Rebimboca/UOL

Helton Simões Gomes

De Tilt, em São Paulo

29/03/2020 14h02

A preocupação com a explosão do tráfego na internet com tanta gente se conectando de suas casas devido ao coronavírus chegou ao WhatsApp.

O aplicativo de mensagens começou a reduzir a duração dos vídeos efêmeros publicados no Status em seu maior mercado, a Índia, segundo o WABetaInfo, site que acompanha as atualizações no WhatsApp. Isso não quer dizer que a medida não possa ser levada a outros lugares do mundo.

Conforme o WABetaInfo, serão permitidos apenas vídeos com até 15 segundos. "Isso está acontecendo na Índia e é provavelmente uma iniciava para reduzir o tráfego para a infraestrutura de servidores", afirma.

A Índia está promovendo a maior quarentena já vista, que obriga a população de 1,2 bilhão de pessoas a ficar em casa para evitar que o coronavírus se dissemine. Isso, avalia o WABetaInfo, deve estar sobrecarregado o WhatsApp, que é muito popular por lá. "Provavelmente eles estão recebendo muitas atualizações de Status da Índia."

A restrição é temporária e será revertida no futuro. O Facebook, dono do WhatsApp, está promovendo ações semelhantes em seus outros serviços. A empresa reduziu a qualidade de vídeos publicados na rede social e no Instagram.

Outras companhias agiram na mesma linha. Globoplay, Netflix, YouTube (Google) e Prime Video (Amazon) limitaram a qualidade de conteúdo de seus serviços de streaming de vídeo para que a rede não fique congestionada.

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS