PUBLICIDADE
Topo

Pokémon GO cancela evento global por coronavírus e premia jogadores em casa

Dias Comunitários promovem reuniões de pessoas em espaços abertos - @pokemongoptbr/Twitter/Divulgação
Dias Comunitários promovem reuniões de pessoas em espaços abertos Imagem: @pokemongoptbr/Twitter/Divulgação

Vinícius Oliveira

Colaboração para Tilt

14/03/2020 12h00

Sem tempo, irmão

  • Dia Comunitário do Pokémon GO, com destaque para o Abra, iria acontecer no domingo
  • Evento foi cancelado em todo o mundo e não teve uma nova data marcada
  • Jogadores relatam preocupação com o coronavírus no Brasil e no exterior
  • Evento de Harry Potter: Wizards United, em 21 de março, também foi cancelado

O coronavírus também altera o funcionamento de plataformas digitais. Um exemplo é uma mudança de planos que afetou Pokémon GO, jogo para celulares desenvolvido pela Niantic. Neste domingo (15), a empresa havia organizado o chamado Dia Comunitário, um evento tradicional na comunidade de jogadores, que sairiam às ruas a partir das 14h (de Brasília) em busca da versão brilhante do Pokémon Abra, uma raridade que passaria a aparecer com maior frequência. Diante do avanço da pandemia, o evento foi adiado em todo o mundo, sem previsão de quando irá ocorrer.

O aviso foi feito por um alerta dentro do jogo e também nas redes sociais. Para melhorar a dinâmica do Pokémon GO, a Niantic anunciou algumas mudanças nas mecânicas para que as pessoas evitem sair de casa para jogar.

"Também faremos as alterações a seguir em relação ao Pokémon GO, que passam a vigorar desde já e até que façamos um novo aviso: as Poképaradas terão presentes com maior frequência e os habitats dos Pokémon aumentarão, aparecendo mais Pokémon na natureza", diz a nota.

O casal André e Tatiana Hashizume, 37 e 40 anos, pretendia jogar o Dia Comunitário no Parque Ibirapuera, em São Paulo. Com o surto de coronavírus, eles vão continuar jogando Pokémon GO, mas devem "evitar grandes aglomerações". "A comunidade está muito preocupada. O mínimo que a Niantic podia fazer era cancelar o evento", disseram o bancário e a administradora.

Outra medida anunciada pela Niantic foi a venda de 30 incensos — itens que atraem Pokémon — por apenas uma Pokémoeda. "Compramos o incenso barato, pois estão aparecendo mais Pokémon, mas e as Pokébolas? Sem desconto na venda delas fica complicado", questionou Tatiana.

O brasileiro Giovanni Lucca, 27 anos, que mora em Portugal, onde o governo decretou estado de alerta, lamentou o cancelamento do evento. "Nunca perdi um Dia Comunitário, mas agora é uma questão de saúde. Estava pensando em jogar perto de casa e, caso não capturasse o Pokémon brilhante, daria uma saidinha na última hora de evento", contou. "Agora, pretendo jogar em casa, aproveitando o aumento de Pokémon na natureza", disse.

Outra mecânica afetada pelo surto de coronavírus, segundo o administrador, foi a das reides. Elas consistem em incidentes especiais, que ocorrem todos os dias, nos quais jogadores podem se reunir para derrotar um Pokémon mais forte — geralmente, os lendários como Mewtwo, Lugia e Ho-oh. "Aqui em Coimbra, o ritmo de jogo diminuiu bastante e desde quarta-feira (11). As reides não estão sendo feitas como antes. Poucas pessoas estão falando sobre [o coronavírus], mas é perceptível a mudança de comportamento", conta.

Lucca também elogiou as outras medidas anunciadas pelo Pokémon GO para melhorar a experiência dos usuários durante esse período. "Foi um dos maiores acertos da Niantic. No atual momento, temos que focar mais na saúde das pessoas. Um jogo em que temos que sair na rua para jogar, em um momento como esse, é muito complicado. Comprei os incensos com desconto e já utilizei bastante. Com duração de uma hora e aparecendo um Pokémon por minuto, vale muito a pena", concluiu.

Também produzido pela Niantic, o jogo Harry Potter: Wizards United, baseado na história criada por J.K. Rowling, também teve um evento cancelado. O Dia Comunitário estava previsto para 21 de março e foi adiado, sem nova data marcada.