Topo

Mais em conta: iPhone 11 vai custar a partir de R$ 4.999

Bruna Souza Cruz

De Tilt, em São Paulo

09/10/2019 08h31

Os novos iPhones ainda não chegaram oficialmente ao Brasil, mas os seus respectivos preços sim. A Apple atualizou nesta quarta-feira (9) as informações de seu site e aplicativo com as novidades. O iPhone 11, versão mais barata entre os lançamentos, vai custar a partir de R$ 4.999. O mais caro, a versão 11 Max Pro, sairá por a partir de R$ 7.599.

Os celulares da empresa desembarcam no Brasil no dia 18 de outubro, mas você já pode conferir os preços de todas as versões logo abaixo:

iPhone 11

  • 64 GB: R$ 4.999 (à vista fica R$ 4.499)
  • 128 GB: R$ 5.299 (à vista fica R$ 4.769,10)
  • 256 GB: R$ 5.799 (à vista fica R$ 5.219,10)

iPhone 11 Pro

  • 64 GB: R$ 6.999 (à vista fica R$ 6.299.10)
  • 256 GB: R$ 7.799 (à vista fica R$ 7.019,10)
  • 512 GB: R$ 8.999 (à vista fica R$ 8.099,10)

iPhone 11 Pro Max

  • 64 GB: R$ 7.599 (à vista fica R$ 6.839,10)
  • 256 GB: R$ 8.399 (à vista fica R$ 7.559,10)
  • 512 GB: R$ 9.599 (à vista fica R$ 8.639,10)

A versão 11 será vendida em seis cores: roxo, verde, preto, branco, dourado e vermelho. Os aparelhos da família 11 Pro e Pro Max virão em quatro: verde, cinza, prata e dourado.

Mais barato do que antes

Em comparação com os valores de lançamento dos modelos iPhone XR, XS e XS Max, os preços dos novos celulares ficaram mais em conta.

O XR, por exemplo, chegou custando R$ 5.199. A sua versão atualizada está R$ 200 a menos. A redução segue a mesma em todas as versões vendidas.

A maior diferença está no modelo mais avançado. O iPhone XS Max começou a ser vendido no ano passado por R$ 7.999. Sua evolução agora custa R$ 7.599, R$ 400 a menos.

Segundo a empresa, a decisão de reduzir os valores foi feita para oferecer melhores opções para os consumidores brasileiros.

Gerações anteriores valem a pena?

Assim que a Apple apresentou os novos iPhones, os valores dos modelos antigos caíram em seus canais oficiais de venda. Então, se você não faz tanta questão de comprar os aparelhos mais recentes, o custo-benefício pode ser interessante.

O iPhone XR (64 GB) reduziu R$ 17,9% em relação ao seu preço de lançamento e passou a custar R$ 4.299. Se você pesquisar em outros revendedores autorizados, pode encontrar um valor ainda menor. Em uma rápida pesquisa, encontramos o mesmo aparelho por a partir de R$ 3.698.

O mesmo aconteceu com o iPhone 8, que foi para R$ 3.399, uma redução de 15%. Em outros sites, foi possível encontrá-lo por a partir de R$ 2.798.

O modelo 8 Plus registrou uma queda de 15% ao chegar no preço de R$ 3.399. O aparelho está custando a partir de R$ 3.078 em outros parceiros.

O que tem de novo

A câmera tripla presente nas versões "Pro" é a grande novidade dos novos celulares. O design até virou motivo de piada, mas o conjunto tem se mostrado ótimo para quem gosta de tirar foto.

Os iPhones 11 Pro e 11 Pro Max trabalham com uma lente principal de 12 MP, uma lente grande angular de 12 MP, e uma teleobjetiva de 12 MP, mesmas resoluções vistas na família Galaxy S10 - com exceção da grande angular da versão S10+, que é de 16 MP.

O sistema de processamento de fotos também foi atualizado e os lançamentos ganharam um modo noturno para melhorar fotos tiradas em ambientes com pouca luz. Outras melhorias foram feitas no flash e na captura de vídeo.

A câmera frontal será capaz de filmar em 4K e produzir imagens em slow motion (a 120 quadros por segundo).

Já o iPhone 11 vem com um conjunto de lente dupla, com 12 MP cada. A lente "extra", uma grande ocular, tem a função de ampliar o ângulo de visão.

Reprodução
Imagem: Reprodução

Velocidade e bateria

A bateria e o processador também foram atualizados.

A Apple não revela as configurações adotadas, mas o pessoal lá fora já conseguiu descobrir Eles apresentam as seguintes características:

  • iPhone 11: bateria de 3.110 mAh (contra 2.942 mAh do XR);
  • iPhone 11 Pro: bateria de 3.190 mAh (contra 2.658 do XS);
  • iPhone 11 Pro Max: 3.500 mAh (contra 3.174 mAh do XS Max).

Os três aparelhos vão trabalhar com o processador A13 Bionic, que foi repaginado com foco em velocidade e para gastar menos energia.

O iPhone 11, modelo mais básico, pode ser o novo queridinho do mercado com suas cores vivas - Reprodução
O iPhone 11, modelo mais básico, pode ser o novo queridinho do mercado com suas cores vivas
Imagem: Reprodução

Ficha técnica: iPhone 11

Tela: 6,1 polegadas LCD
Sistema Operacional: iOS 13
Processador: A13 Bionic
Memória: 64 GB, 128 GB e 256 GB
Câmeras: Dupla de 12 MP (ultra-wide e grande-angular) e câmera de selfie de 12 MP
Dimensões e peso: 150,9 x 75,7 x 8,3 mm, e 194 g
Cores: preto, verde, amarelo, roxo, vermelho, branco
Preço de lançamento: 64 GB por US$ 699 (R$ 2.970 na conversão sem taxas); 128 GB por US$ 749 (R$ 3.190); 256 GB por US$ 849 (R$ 3.610)

Ficha técnica: iPhone 11 Pro e 11 Pro Max

Tela: 5,8 polegadas (Pro) e 6,5 polegadas (Pro Max)
Sistema Operacional: iOS 13
Processador: A13 Bionic
Memória: 64 GB, 256 GB e 512 GB
Câmeras: Tripla (ultra-angular, grande-angular e teleobjetiva) de 12 MP e câmera de selfie de 12 MP
Dimensões e peso: 144 x 71,4 x 8,1 mm, e 188 g (Pro); e 158 x 77,8 x 8,1 mm, e 226 g (Pro Max)
Cores: Dourado, cinza-espacial, prateado, verde meia-noite
Preço de lançamento: Pro: 64 GB por US$ 999 (R$ 4.250 na conversão sem taxas); 256 GB por US$ 1.149 (R$ 4.890); 512 GB por US$ 1.349 (R$ 5.740). Pro Max: 64 GB por US$ 1.099 (R$ 4.670); 256 GB por US$ 1.249 (R$ 5.310); 512 GB por US$ 1.449 (R$ 6.158)

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS

Mais Fique por dentro