Topo

Veja as configurações da linha iPhone 11 que a Apple não divulga

Rodrigo Trindade

De Tilt, em São Paulo

12/09/2019 19h56Atualizada em 13/09/2019 14h26

A Apple divulgou sua nova linha de iPhones sem revelar alguns dados de sua ficha técnica. Ela o faz de forma indireta: com a bateria, diz que dura mais horas que a geração anterior, ou que o novo processador é tantos por cento mais rápido que o do ano passado. Mas esses dados estão começando a surgir por fontes não oficiais.

Bateria costumava ser um dos poucos motivos de reclamação de donos de iPhone, mas os modelos XR, XS e XS Max atenuaram esse problema - para não dizer que resolveram. Se os smartphones de 2018 da Apple davam conta do recado, os de 2019 tendem a ficar ainda melhores, já que a capacidade das baterias aumentou.

Segundo Steve Hemmerstoffer, conhecido por vazar dados sobre smartphones, documentos de certificação dos novos iPhones China indicam as seguintes informações:

  • iPhone 11: bateria de 3.110 mAh (contra 2.942 mAh do XR);
  • iPhone 11 Pro: bateria de 3.190 mAh (contra 2.658 do XS);
  • iPhone 11 Pro Max: 3.500 mAh (contra 3.174 mAh do XS Max).

Em comparação a smartphones rivais no mercado, a capacidade não é lá muito grande. O Galaxy Note 10+, por exemplo, tem uma de 4.300 mAh, enquanto o Huawei P30 Pro tem 4.200 mAh. O Zenfone 6, por sua vez, tem uma bateria de 5.000 mAh.

A Apple diz que o iPhone 11 terá uma hora a mais de bateria do que o XR, que o 11 Pro terá quatro horas a mais que o XS e que o 11 Pro Max terá cinco horas a mais que o XS Max. Isso é tudo em teoria. Precisaremos ver na prática se essa capacidade a mais é traduzida em uma carga mais duradoura, mas dada promessa de eficiência do processador A13 Bionic, a tendência é que a fabricante esteja certa.

Outra melhoria da nova geração é na memória RAM, que foi de 3 GB no XR e 4 GB no XS e XS Max a 4 GB no 11 e 6 GB no 11 Pro e 11 Pro Max. Esses dados, no entanto, são contestáveis, já que o site especializado em especificações técnicas GSM Arena aponta todos os novos modelos com 4 GB de RAM.

E segundo a plataforma de benchmark (teste de desempenho) Geekbench, o novo processador dos modelos, o A13 Bionic, tem velocidade de 2,66 GHz, que é quase 7% mais alto que os 2.49 GHz do A12.

Por que tudo isso é novidade? Pois a Apple não costuma a apresentar esses dados em sua apresentação - e não o fez no evento da última terça-feira (10). As informações devem pintar da mesma maneira que Hemmerstoffer as obteve: via órgãos de certificação em países mundo afora.

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS

Mais iPhone 11