Topo

Celular com duas telas, PCs loucos, 5G e mais: o que esperar da IFA 2019

Berlim é a casa do maior evento de eletrônicos da Europa - John MacDougall/AFP
Berlim é a casa do maior evento de eletrônicos da Europa Imagem: John MacDougall/AFP

Rodrigo Trindade

De Tilt, em São Paulo

06/09/2019 04h00Atualizada em 06/09/2019 15h26

Sem tempo, irmão

  • A feira de eletrônicos IFA abre as portas para o público nesta sexta-feira
  • Novos celulares serão mostrados no evento, mas apenas um parece ser diferentão
  • Linha Galaxy Note costumava ser apresentada na IFA, mas não é mais o caso
  • TVs, PCs e 5G devem ser outros temas fortes desta edição

Nesta sexta-feira (6), começa a IFA, maior feira europeia de eletrônicos, em Berlim. A feira não costuma sediar grandes lançamentos de celulares --todos os anos novos tops de linha do período, como iPhones e Galaxy Notes, rolam em eventos próprios. Isso até a Samsung aproveitar a IFA deste ano para (re) lançar seu celular dobrável, o Galaxy Fold.

O problemático smartphone dobrável da marca teve sua chegada ao mercado atrasada após problemas no design original. Agora vai estrear nesta sexta na Coreia do Sul, e depois em outros países.

Mas não é só de Apple e Samsung que vive o mercado de eletrônicos, sejam eles celulares, TVs, computadores ou dispositivos vestíveis como smartwatches. Pouco se sabe, no entanto, o que vai ser apresentado em Berlim, mas a sul-coreana LG é uma empresa que pretende aproveitar o palco para levar ao público algumas novidades.

A empresa já confirmou que terá novos modelos da linha K de celulares a mostra na feira, mas não é isso que credencia o destaque a ela. Um eventual anúncio de smartphone com duas delas, por outro lado, sim. A empresa publicou teasers chamando a atenção para a IFA, com animações que indicam um celular que dobra, mas não parece ter uma tela dobrável.

Em vez de fazer como o Galaxy Fold e o Huawei Mate X, o modelo em questão parece seguir a lógica de um acessório revelado pela LG para o top de linha V50 ThinQ, que era encaixado no celular e servia como uma segunda tela. O novo modelo, que vem sendo chamado de V60 ThinQ, faria isso de fábrica e tem tudo para ser um dos maiores anúncios do evento em Berlim.

O novo modelo seria uma aposta da LG para brigar com o Galaxy Note 10 e o iPhone que está para ser anunciado. Ele certamente seria o aparelho mais diferente entre esses três, mas preço e a utilidade desse par de telas são as questões determinantes para que qualquer comparação seja feita.

Outras fabricantes de smartphone estarão presentes no evento, como Sony, Nokia, Huawei e, pela primeira vez, a chinesa TCL. Mais conhecida como fabricante de TVs, ela irá mostrar os primeiros celulares da própria marca - a empresa já vendia smartphones por meio das marcas Alcatel e BlackBerry.

TV, computadores, 5G e mais

Foi durante a edição de 2018 da IFA que Samsung e LG anunciaram suas primeiras TVs com resolução 8K, tipo de novidade que costuma pintar na feira alemã. Desta vez, não há previsões de grandes anúncios, mas eles podem pintar, já que a dupla sul-coreana faz parte dos expositores e TCL, uma das principais fabricantes de televisores do mundo, e Phillips terão conferências durante o evento.

Outra área que irá apresentar novidades é a dos computadores, já que Acer, Asus, Dell, HP, Lenovo, MSI e Razer vão anunciar novos modelos de notebooks nos próximos dias. Com a décima geração de processadores Intel Core, revelada em maio, os fabricantes de PCs ganharam novas peças para renovar seus produtos e esta será a hora para apresenta-los ao público, já que a IFA é aberta ao povão, ao contrário da CES (Consumer Electronics Show), outra grande feira do tipo que ocorre no começo de todo ano nos Estados Unidos.

Quem sabe alguma dessas empresas apronta o que a Acer fez no ano passado, quando trouxe uma cadeira (ou cockpit?) gamer que chegou ao mercado custando no mínimo 18.000 euros (cerca de R$ 82.287).

O mercado de processadores pode receber algumas novidades, pois Intel e Qualcomm estarão lá. A presença da Qualcomm, com direito a uma apresentação do presidente (e brasileiro) Cristiano Amon indicam que a empresa americana tem o que mostrar - a expectativa está em novidades sobre 5G e o wi-fi 6.

No mais, espere anúncios de dispositivos vestíveis, alto-falantes inteligentes e serviços, já que a Amazon também estará presente em Berlim. O que sair de novo de lá, no entanto, pode nem chegar aqui no Brasil, já que eventos desse tipo têm a tendência de priorizar anúncios locais e regionais. Mas, dado como é o mercado de tecnologia, uma parcela das novidades pode pintar no Brasil nos próximos meses (ou ano).

A IFA terá seis dias de duração, terminando no dia 11 de setembro.

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS

Mais Fique por dentro