Topo

Galaxy Note 10 é melhor que concorrentes? Veja comparação e preços

Galaxy Note 10 - traseiras das duas versões, com telas de 6,3 e 6,8 polegadas - Gabriel Francisco Ribeiro/UOL
Galaxy Note 10 - traseiras das duas versões, com telas de 6,3 e 6,8 polegadas Imagem: Gabriel Francisco Ribeiro/UOL

Gabriel Francisco Ribeiro

De Tilt, em São Paulo

02/09/2019 16h50

Resumo da notícia

  • Galaxy Note 10 e 10+ chegaram ao Brasil com preços salgados, mas na média dos tops
  • Modelos fazem parte da principal linha de smartphones da Samsung
  • Principais concorrentes são iPhone XS e XS Max, Huawei P30 Pro, Mi 9 e o S10
  • Comparativo mostra que Note 10 tem pontos positivos e negativos frente a rivais

O Galaxy Note 10 e o Note 10+ foram lançados pela Samsung nesta segunda-feira (2) no Brasil. Os dispositivos, que neste ano têm o diferencial de duas versões com tamanhos diferentes, chegam ao Brasil com preços que podem assustar a maioria dos consumidores, mas que estão encaixados dentro da lógica dos principais tops de linha no mercado.

Mas como o Note 10+ se posiciona com os principais rivais do segmento? A novidade da Samsung tem como diferenciais apresentar a maior tela entre os aparelhos de sua faixa e também pela presença da caneta S Pen - o objeto ganha cada vez mais funções, mas sempre gera divisão entre quem ache inútil e quem adore. São três versões:

  • Galaxy Note 10 com 8 GB de RAM e 256 GB de memória: R$ 5.299 (cores branco e Aura Glow)
  • Galaxy Note 10+ com 12 GB de RAM e 256 GB de memória: R$ 5.999 (cores branco e Aura Glow)
  • Galaxy Note 10+ com 12 GB de RAM e 512 GB de memória: R$ 6.799 (cor branco)

Os principais rivais da linha no país são os iPhones XS e XS Max, o Huawei P30 Pro, o Xiaomi Mi 9 e os próprios Galaxy S10 e S10+, da Samsung. Os dispositivos da Apple continuam os mais caros, enquanto cada vez mais opções surgem no Brasil para usuários com grana para gastar.

Tilt já está testando o Galaxy Note 10+ e traz em breve o review completo do aparelho. Antes disso, confira um leve comparativo abaixo. Lembrando sempre que, por serem aparelhos muito semelhantes, a maioria das diferenças dos aparelhos é bem subjetiva para cada perfil de usuário.

iPhone XS e XS Max: a partir de R$ 7.299 e R$ 7.999

iPhone XS Max: câmera principal - Divulgação
iPhone XS Max: câmera principal
Imagem: Divulgação

Se o preço do Note é de assustar, os do iPhone são mais ainda. E com uma diferença: já faz um ano que os modelos foram lançados. Lembrando: os novos celulares da Apple serão lançados na próxima semana.

O que os Notes podem fazer melhor: A câmera dos celulares tops de linha da Samsung já oferece mais opções e mais qualidade do que os aparelhos da Apple - destaque principal para a grande angular (que deve ser introduzida no próximo iPhone), para as fotos noturnas com mais qualidade e para o vídeo com foco dinâmico. O Note 10+ também tem uma tela maior e mais imersiva do que os iPhones. Bateria e carregamento são outros pontos positivos da linha.

O que os iPhones podem fazer melhor: A usabilidade dos aparelhos é melhor - tanto por causa do sistema da Apple quanto por causa do corpo dos celulares. Mesmo lançados há um ano, os iPhones ainda têm uma potência semelhante à dos Notes que acabaram de ser lançados. As fotos com desfoque de fundo também costumam ser melhores nos aparelhos da Apple. Os iPhones se destacam ainda pela vida útil e pela menor desvalorização dos modelos.

Huawei P30 Pro: R$ 5.499

Huawei P30 - Divulgação
Huawei P30
Imagem: Divulgação

A volta da Huawei para o Brasil foi uma das grandes boas novas de 2019 até aqui, dando mais opções de aparelhos com muita qualidade para os usuários. São celulares muito vendidos e recomendados lá fora - a marca é a segunda maior em vendas no mundo, atrás da Samsung. Seu top de linha é o P30 Pro, que encantou em reviews mundo afora. No geral, Note e P30 Pro se parecem em muitos aspectos.

O que os Notes podem fazer melhor: Os celulares da Samsung alcançaram o topo do ranking do analista de câmeras DxO Mark, ultrapassando por um ponto exatamente o P30 Pro, então líder. O Note 10+ conta com uma tela maior, também. O carregamento dos Notes também é mais rápido - em uma hora, carrega 100%. Os Notes também se saíram melhores em testes de desempenho em apps como AnTuTu e Geekbench - a caneta é outro diferencial.

O que o P30 pode fazer melhor: A câmera do P30 tem algumas particularidades melhores do que o Note. O zoom, por exemplo, chega a 50 vezes e é capaz de captar fotos da lua - tudo bem que com uma ajudinha de uma AI que processa essa imagem. As câmeras têm mais megapixels, apesar de que isso não vai fazer tanta diferença para o usuário padrão no resultado final. O preço dele é um pouco menor do que o Note 10+ - mas mais caro que o Note 10.

S10 e S10+: cerca de R$ 3.500 a R$ 4.300

Galaxy S10: novos aparelhos da família de smartphones top da Samsung - Gabriel Francisco Ribeiro/UOL
Galaxy S10: novos aparelhos da família de smartphones top da Samsung
Imagem: Gabriel Francisco Ribeiro/UOL

A Samsung tem um "rival" dentro da própria marca para os novos Galaxy Note 10 e Note 10: o S10 e S10+. Na prática, o Note é uma versão mais avançada do S10, com alguns novos recursos internos. A linha S, lançada em fevereiro, já teve grande queda de preço e se tornou um dos principais celulares em custo-benefício da atualidade.

O que os Notes podem fazer melhor: Os Notes têm mais opções nas câmeras: vídeo com desfoque de fundo, uso de realidade aumentada e por aí vai. A caneta S Pen, contudo, é o que mais diferencia o Note 10 da linha S.

O que os S10 podem fazer melhor: O design do S10 conta com um furo na tela na direita, não centralizado - há uma discussão sobre o que usuários preferem. A linha S também é mais ergonômica, sendo arredondada nas quinas. De resto, o Note 10 tem tudo (e um pouco mais).

Xiaomi Mi 9: R$ 4.799

Xiaomi Mi 9 - Divulgação
Xiaomi Mi 9
Imagem: Divulgação

A chinesa Xiaomi foi outra marca que voltou ao Brasil e carrega consigo uma legião de fãs. Entre modelos tops de linha vendidos oficialmente por aqui, está o Mi 9.

O que os Notes podem fazer melhor: A qualidade das câmeras é melhor, já alcançando o topo do analista independente DxO Mark. A tela do Note 10+ também é maior e considerada a melhor já feita pelo site de análise Display Mate.

O que o Mi 9 pode fazer melhor: Suas câmeras têm mais megapixels, mas isso não altera muito a qualidade da foto. O Mi 9 é ainda mais ergonômico do que o Note 10+. A câmera frontal dele conta com inteligência artificial para aprimorar imagens.

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS

Smartphone