PUBLICIDADE

Topo

Nintendo suspende serviços da eShop na Rússia; mas empresa não se posiciona

Nintendo Switch: adquirir jogos na Rússia ficou bem mais difícil - Divulgação/Nintendo
Nintendo Switch: adquirir jogos na Rússia ficou bem mais difícil Imagem: Divulgação/Nintendo

De START, em São Paulo

07/03/2022 10h54

A Nintendo é a mais recente empresa do segmento de games a suspender serviços na Rússia. Porém, seguindo a cartilha da Sony (que suspendeu a venda de Gran Turismo 7 no território russo), a empresa evitou se posicionar sobre o conflito militar na Ucrânia.

A versão russa do Nintendo eShop foi colocada em "modo de manutenção", o que impede que qualquer compra seja realizada no país. Segundo o site da marca, o problema é que o serviço não está mais processando rublos, a moeda russa. Fica ambíguo se isso é uma falha do sistema ou uma alteração deliberada.

O comunicado terminada pedindo "desculpas pela inconveniência causada" e complementando que irá "compartilhar novas informações conforme a situação se desenvolve."

É possível que a recente suspensão dos serviços de cartões de crédito Visa e Mastercard na Rússia também tenha motivado o problema na eShop.

Enquanto isso, outras empresas da indústria de games foram muito mais abertas em suas intenções de boicotar a Rússia. Confira 10 exemplos na nossa galeria.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: https://www.tiktok.com/@start_uol?
Twitch: https://www.twitch.tv/startuol