PUBLICIDADE
Topo

Will Smith é banido do Oscar por 10 anos após tapa, decide Academia

De Splash, em São Paulo

08/04/2022 16h00Atualizada em 08/04/2022 18h30

O ator Will Smith foi banido por 10 anos de qualquer evento organizado pela Academia do Oscar, após dar um tapa ao vivo no humorista Chris Rock por piada sobre a sua mulher. O caso aconteceu na 94ª edição do maior prêmio de cinema do mundo, realizado em março.

Isso significa que o ator continuará com o seu prêmio, recebido na edição deste ano pelo papel em "King Richard: Criando Campeãs", e ainda poderá concorrer a outras estatuetas. A única questão é que ele está banido de colocar os pés em qualquer evento relacionado à Academia de Artes e Ciências Cinematográficas.

"O Conselho decidiu, por um período de 10 anos a partir de 8 de abril de 2022, que o Sr. Smith não poderá participar de nenhum evento ou programa da Academia, pessoalmente ou virtualmente, incluindo, mas não limitado, o Oscar", diz nota apresentada pelo presidente da Academia, David Rubin.

Will Smith era membro da Academia desde 2001, apenas cinco anos após sua estreia com "Independence Day".

Leia abaixo a carta completa:

A 94ª edição do Oscar deveria ser uma celebração dos muitos indivíduos em nossa comunidade que fizeram um trabalho incrível no ano passado; no entanto, esses momentos foram ofuscados pelo comportamento inaceitável e prejudicial que vimos o Sr. Smith exibir no palco.

Durante nossa transmissão, não abordamos adequadamente a situação na sala. Por isso, lamentamos. Esta foi uma oportunidade para darmos um exemplo para nossos convidados, espectadores e nossa família da Academia em todo o mundo, e ficamos aquém - despreparados para o inédito.

Hoje, o Conselho de Governadores convocou uma reunião para discutir a melhor forma de responder às ações de Will Smith no Oscar, além de aceitar sua renúncia. O Conselho decidiu, por um período de 10 anos a partir de 8 de abril de 2022, que o Sr. Smith não poderá participar de nenhum evento ou programa da Academia, pessoalmente ou virtualmente, incluindo, entre outros, o Oscar.

Queremos expressar nossa profunda gratidão ao Sr. Rock por manter a compostura em circunstâncias extraordinárias. Também queremos agradecer aos nossos anfitriões, indicados, apresentadores e vencedores por sua postura e graça durante nossa transmissão.

Esta ação que estamos tomando hoje em resposta ao comportamento de Will Smith é um passo em direção a um objetivo maior de proteger a segurança de nossos artistas e convidados e restaurar a confiança na Academia. Também esperamos que isso possa iniciar um tempo de cura e restauração para todos os envolvidos e impactados.

Obrigado,

David Rubin

A piada

Durante a cerimônia do Oscar 2022, Chris Rock brincou dizendo que atriz e mulher de Will Smith, Jada Smith, estava careca para estrelar "G.I. Jane 2", em uma referência ao que seria uma sequência do filme "Até o Limite da Honra", que em inglês tem o título "G.I. Jane". Na obra, Demi Moore está careca para viver a protagonista.

Will Smith não gostou da alfinetada, e subiu ao palco, agrediu o comediante de 57 anos e gritou, duas vezes:

"Mantenha o nome da minha esposa longe da p*rra da sua boca!"

Jada tem alopecia, condição que causa queda capilar. Ela revelou a condição em 2018, quando ainda não tinha raspado os cabelos — na época, ela escondia as falhas no couro cabeludo com turbantes e lenços.

Pedido de desculpas

Depois do tapa em Chris Rock, Will Smith usou as redes sociais para se desculpar.

"A violência em todas as suas formas é venenosa e destrutiva. Meu comportamento no Oscar foi inaceitável e imperdoável. Piadas às minhas custas fazem parte do trabalho, mas uma piada sobre a condição médica de Jada era demais para mim e reagi emocionalmente."

O ator também renunciou como membro da organização responsável pelo Oscar.

Como fica a carreira de Will Smith?

O site The Hollywood Reporter ouviu pessoas influentes na indústria, que afirmaram ainda haver espaço para salvação. Para um executivo, a boa reputação de Will Smith e sua longa carreira vão ajudar.

Para executivos de variados estúdios de cinema dos Estados Unidos, a imagem de Will Smith não está completamente manchada.

Aos 53 anos, o astro não tem histórico de ter sido violento em sets de filmagem, e chegou a dar um bônus financeiro aos colegas de elenco de "King Richard - Criando Campeãs" para compensá-los pelo lançamento do filme de forma simultânea na HBO Max.

Por enquanto, a gigante do streaming Netflix colocou o filme "Fast and Loose", que deve ser protagonizado por Will Smith, em segundo plano após a controvérsia gerada no Oscar.

Inclusive, segundo o jornal britânico The Sun, Will deve fazer uma pequena pausa em seus trabalhos para passar um tempo em um retiro de celebridades nos Estados Unidos.