PUBLICIDADE
Topo

Mãe de MC Kevin diz que preconceito com o funk prejudicou investigação

Valquiria Nascimento pediu a reabertura do inquérito sobre a morte do filho - Reprodução/Instagram
Valquiria Nascimento pediu a reabertura do inquérito sobre a morte do filho Imagem: Reprodução/Instagram

De Splash, em São Paulo

23/03/2022 12h43

Após pedir a reabertura do inquérito sobre a morte de MC Kevin, a mãe do funkeiro avalia que o preconceito com o funk prejudicou as investigações.

Em entrevista ao jornal Metrópoles, Valquíria Nascimento afirma que a presença de drogas no local não significa que foi um acidente: "As pessoas pensam é funkeiro, é drogado, mas droga tem em todo lugar, em todo ritmo, tem no mundo".

O que motivou o pedido de reabertura do inquérito foi a informação de que um amigo de MC Kevin teria dito à polícia que, na hora da morte, havia uma segunda garota de programa no quarto com o funkeiro.

"Tinha duas mulheres? Pelo menos bater os dois depoimentos. Não estou acusando ninguém do que aconteceu naquele dia, mas pelo menos que quem estava lá fale a verdade", argumenta a mãe.

Valquíria traça um paralelo com o preconceito que sofre no condomínio onde mora com o irmão de Kevin em Mogi das Cruzes (SP):

"Eu sou negra mãe de funkeiro, eu sofro preconceito onde eu moro. As pessoas não aceitam que eu estou lá ainda. As pessoas falam 'nossa, mas ela está morando aqui ainda'. Como se fosse um nojo ter uma pessoa assim."

"Esses dias falaram no grupo do condomínio que as motos do meu filho são roubadas, sendo que o meu filho paga a moto em prestação", relata.