PUBLICIDADE
Topo

'Dói tanto perder um amor', desabafa empresário após morte de Elza Soares

De Splash, em São Paulo

22/01/2022 11h30

Empresário de Elza Soares, Pedro Loureiro publicou hoje uma homenagem à cantora após a morte dela nesta semana. Esta é a primeira vez que o empresário se manifesta nas redes sociais sobre a saudade que sente de Elza, com quem tinha uma relação de amizade além de parceria de trabalho.

É que dói tanto perder um amor. A pele do corpo fica formigando, os olhos ardendo, meia pálpebra, um nó na garganta que não se desfaz por nada. A cabeça pesa, lateja, o apetite some, a vaidade vai com ele. As pernas não respondem bem, nem as ideias. É um 'tanto faz' angustiante e querer não sentir não resolve. Não há o que faça.

Loureiro postou uma foto de um abraço em Elza. E disse como está difícil de suportar a partida da cantora: "Porque a voz some, fica rouca como se tivesse gritado uma semana sem parar? As costas ardem feito sintoma de gripe braba. Os músculos do corpo não se entendem com os comandos do cérebro. O sorriso vai embora e dá aquela sensação de que não vai voltar mais".

E esse choro intermitente? Acho que vou desidratar, será? O problema é esse filme que fica passando sem pausa na cabeça. Uma cena em cima da outra. Dói tanto perder um amor?. Minha Elza, meu amor, minha vida, como chamávamos um ao outro. 'Pedro, eu te amo, cara'. Elza dizia isso umas dez vezes por dia a cada encontro nosso. Eu respondia que ela era minha vida e me completava, que eu a amava mais.

Ao fim do texto, o empresário afirmou que a foto escolhida para a homenagem simboliza o que um representava ao outro. "A primeira foto que eu posto nossa depois que ela se foi. É a imagem do que nos tornamos. Um só! Eu te amo", declarou ele.

Elza Soares morreu aos 91 anos de causas naturais. Considerada uma das maiores vozes da história do Brasil, ela foi velada no Theatro Municipal do Rio, no centro da cidade.

A prefeitura do Rio de Janeiro decretou três dias de luto na capital em homenagem à artista carioca.