PUBLICIDADE
Topo

Diretor baleado por Alec Baldwin deixa hospital, diz atriz de 'Rust'

De Splash, em São Paulo

22/10/2021 08h06Atualizada em 22/10/2021 13h38

O diretor Joel Souza, 48 anos, deixou o hospital em que estava internado após ser atingido no ombro por um tiro acidental disparado por Alec Baldwin no set de filmagens de "Rust". A informação foi revelada pela atriz Frances Fisher.

Ela, que faz parte do elenco do filme, afirmou duas vezes no seu perfil oficial no Twitter que Joel já havia deixado a unidade hospitalar. Em uma delas, Fisher respondeu à atriz Patricia Arquette.

O diretor Joel Souza me disse que saiu do hospital. Frances Fisher

Ela ainda revelou para a escritora Shannon Watts que não procedia mais à informação de que o diretor estava internado.

Essas citações estão incorretas. E o nosso diretor Joel Souza saiu do hospital. Eu não sou inscrita ao 'Daily Beast', então se é isso que eles estão dizendo, eles estão errados. Você poderia, por favor, corrigi-los? Frances Fisher

Segundo a jornalista Kate Garrawayo do programa britânico "Good Morning Britain" e o jornal "The Independent", Joel Souza teve alta na manhã de hoje.

Ontem, o Departamento do Xerife de Santa Fé informou que o diretor foi levado de ambulância para o hospital Christus St. Vincent e tratava dos ferimentos.

Um porta-voz do gabinete do xerife responsável pela investigação informou ao "The Hollywood Reporter" que o quadro era "crítico".

Alec Baldwin - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Alec Baldwin no set de "Rust"
Imagem: Reprodução/Instagram

Os investigadores informaram ontem que a arma de fogo era usada durante as filmagens quando foi disparada por Baldwin, atingindo a diretora de fotografia Halyna Hutchins, de 42 anos, e o diretor Joel Souza.

A arma cenográfica é semelhante a uma arma de fogo normal, mas não tem a nocividade intencional da arma real correspondente. No teatro, por exemplo, as armas de "adereço", como podem ser chamadas, são quase sempre réplicas não operáveis ou têm dispositivos de segurança para garantir que não sejam perigosas.

O caso vai para perícia.