PUBLICIDADE
Topo

João Kléber diz querer resgatar o 'Teste de Fidelidade': 'Nova linguagem'

De Splash, no Rio

20/09/2021 04h00

João Kleber revelou, em entrevista no "OtaLab" desta semana, que pretende voltar com um dos quadros de maior sucesso de sua carreira. No bate-papo com Otaviano Costa, o apresentador disse ter o desejo de retomar o "Teste de Fidelidade", formato que ganhou expressão com João na RedeTV!, nos anos 2000 e 2010.

Hoje em dia, dá para fazer, sim, mas não daquela forma. Uma intenção minha é repaginar o 'Teste de Fidelidade', com uma nova linguagem. João Kleber, no "OtaLab"

jk - Reprodução - Reprodução
João Kleber foi um dos convidados de Otaviano Costa no "OtaLab" desta semana
Imagem: Reprodução

João falou sobre a experiência de apresentar o quadro na TV portuguesa, com o nome de "Fiel ou Infiel". A atração foi transmitida pela TVI, canal aberto de Portugal, entre 2005 e 2007.

O 'Teste de Fidelidade' atravessou fronteiras. (...) E foi o que me levou para Portugal, com outro nome. É um tema universal.

'Para audiência, nada melhor que traição'

Eu queria alguma coisa polêmica para a inauguração da TV e nada melhor que traição. Se hoje já dá polêmica, você imagine em 2000, né? Ele mexia com três coisas: a traição, o luxo e a fantasia do sexo. (...) Isso gerou uma grande audiência. Ficamos por dois anos seguidos em primeiro lugar nas segundas-feiras.

Parceria com Chacrinha

O apresentador falou ainda sobre a primeira experiência na TV aberta, substituindo Abelardo Barbosa, o Chacrinha, que sofria de problemas de saúde. E resgatou uma história envolvendo Roberto Carlos, no dia do enterro do Velho Guerreiro: "Roberto conversou com ele e agradeceu", contou.

Marcos Mion e Luciano Huck

João usou os mais de 30 anos de experiência na TV aberta também para comentar as mudanças que aconteceram recentemente na TV Globo. Segundo o apresentador, Luciano Huck tem um desafio maior que Marcos Mion: "Não é fácil tirar a marca de 30 anos do 'Domingão', mas o Luciano está muito bem. Ele vai conquistando um outro público".

E teve mais!

Além de João Kleber, Otaviano recebeu Papatinho para um bate-papo sobre os bastidores do mundo da música. O produtor relembrou o dia em que conheceu Snoop Dogg, nos Estados Unidos: "A diária do estúdio virou uma festa", contou Papato, que lembrou também a festa de Anitta em que fechou uma parceria com Will.I.Am, do Black Eyed Peas.

O premiado beatmaker também falou sobre a experiência de gravar com Gabigol. Ele e o atacante do Flamengo lançaram recentemente a faixa "Sei Lá" e, segundo Papatinho, o craque manda bem também com o microfone na mão: "A primeira vez que a gente foi no estúdio, ele ouviu uma música por mais de 100 vezes", revelou.

Você pode assistir a toda a programação do Canal UOL aqui.