PUBLICIDADE
Topo

Tico Santa Cruz: 'Não é possível ser neutro no caos que vivemos'

Tico Santa Cruz revela que seus investimentos no exterior são em maconha
Tico Santa Cruz revela que seus investimentos no exterior são em maconha
Reprodução/Instagram

Guilherme Lucio da Rocha

De Splash, de São Paulo

08/06/2021 12h20

"Você não vai se posicionar?". Essa é uma frase que o vocalista Tico Santa Cruz, do Detonautas, não deve ler com muita frequência nas redes sociais. Afinal, ele não costuma guardar suas opiniões para si.

Recentemente, se envolveu numa discussão sobre posicionamentos conservadores de Digão, vocalista do Raimundos, que foi chamado de reaça por Pe Lu, ex-Restart.

Tico entrou no debate nas redes sociais, defendeu Pe Lu e criticou Digão. Para completar, sua banda lançou a música "Roqueiro Reaça".

Continua depois da publicidade

Em conversa com Splash, o cantor disse que a ideia da canção já existia há tempos, mas essa confusão deu um gás para compor e produzir o trabalho. Ele conta que respeita a banda Raimundos e os outros integrantes, mas que Digão não tem opiniões bem embasadas.

O Digão não entende de política. Não é uma ofensa, é constatação. Como guitarrista, ele é muito bom. Meu negócio, por exemplo, é cantar e compor. Não me atrevo a tocar.
Tico Santa Cruz

Mas se engana quem pensa que Tico é daqueles que aponta o dedo para outros artistas saírem por aí dando opinião sobre tudo e todos. Para o cantor, se manifestar ou não na internet é um direito individual.

Anette Alencar - Anette Alencar
Imagem: Anette Alencar
Continua depois da publicidade

No entanto, ele reforça que em momentos como o que vivemos, com a pandemia do novo coronavírus provocando o que ele chamou "de caos social", a negação da ciência e a escassez de vacinas, é impossível ficar em cima do muro.

Se posicionar é uma questão de cada indivíduo, mas o silêncio também é um posicionamento. Não é possível ser neutro no meio do caos que vivemos.
Tico Santa Cruz

É bom destacar que a entrevista com Tico Santa Cruz foi feita antes da polêmica envolvendo a atriz Juliana Paes, que publicou um vídeo em suas redes sociais se dizendo não representada politicamente. Ela foi criticada pelo discurso.

E claro que o vocalista do Detonautas não ficou fora do debate.

Grupo do zap com roqueiros

O vocalista do Detonautas revelou que integra um grupo de roqueiros no WhatsApp. Segundo Tico, o grupo está mais ativo para discutir temas políticos, principalmente depois das eleições de 2018.

Continua depois da publicidade

Ele não revelou quem são os integrantes, mas disse que tem muita gente boa e que há discordâncias, mas com debates civilizados.

Eu entendo que algumas pessoas tem receio de falar para o público, tem muito ódio também. Minha intenção nunca é apontar o dedo ou mandar em ninguém, precisamos de um bom debate.
Tico Santa Cruz

Mesmo com a diversidade de pensamentos, Tico explicou que não há bolsonaristas no grupo —e nem na sua banda. Inclusive, o cantor afirmou ter cortado relações com quem demonstra apoio ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Não acho viável ter relação com negacionistas ou bolsonaristas. Em qualquer âmbito. Quem, em 2021, apoia esse governo, não é racional. Não tem como dialogar.
Tico Santa Cruz
Continua depois da publicidade

Discussão sobre sexualidade fluída

No final de maio, Tico Santa Cruz foi alvo de uma fake news: segundo publicações que rodaram as redes sociais e grupos do WhatsApp, ele teria dado uma entrevista ao apresentador Danilo Gentili e afirmado ter "gênero fluído".

Não existe gênero fluído. O que existe é sexualidade fluida. Após tirar dúvidas com amigos da comunidade LGBTQIA+, o músico foi às suas redes se explicar.

A fake news era estúpida. Na minha ignorância, fui me explicar e disse que a sexualidade fluida seria uma questão de não ter preconceito.

Alguns amigos me explicaram melhor e entendi a questão. Eu, hoje, me relaciono com uma mulher, sou heterossexual, o que não me impede de ter outra orientação num futuro. Então, sim, eu tenho uma sexualidade fluida.