PUBLICIDADE
Topo

Lembra dela? Tatuadora ex-'Miami Ink', Kat Von D lança primeira música

Kat Von D - Instagram/@thekatvond
Kat Von D Imagem: Instagram/@thekatvond

Colaboração para Splash, em São Paulo

14/05/2021 16h33

Kat Von D ganhou os holofotes quando entrou para o time de "Miami Ink" e impressionou o público com suas tatuagens realistas. Em seguida, a artista rompeu com o reality show e inaugurou o seu próprio estúdio, o High Voltage, em Los Angeles, dando origem ao programa "LA Ink".

Depois disso, Kat continuou se aventurando em outros empreendimentos. Lançou três livros, uma linha de maquiagens bem-sucedida e, mais recentemente, uma coleção de sapatos

. Ela também foi a responsável por decorar a mansão onde mora, completamente inspirada em estilos que antecedem ao século 20.

Nesse meio tempo, a tatuadora também se tornou uma ativista vegana e se apaixonou por Rafael Seyers, vocalista da banda Prayers, com quem se casou em 2018 em uma cerimônia inteiramente decorada em preto e vermelho. Eles tiveram um filho, chamado Leafar - o nome do pai soletrado ao contrário.

Agora, Von D se prepara para mais um desafio artístico, dando início a uma carreira musical divulgando seu primeiro single, "Exorcism", uma das 12 faixas de seu álbum de estreia, "Love Made Me Do It", que chega às plataformas no dia 27 de agosto.

Em entrevista para a Billboard, Kat diz que escreveu a música depois de assistir a todos os filmes sobre exorcismo possíveis. "Adorei a ideia de vincular o ato de ser possuído por algo fora do seu controle ao que o amor às vezes pode ser: perder-se em outra pessoa. Acho que seria difícil encontrar alguém que nunca esteve em um relacionamento autodestrutivo, e isso é algo com que todos podemos aprender e evoluir".

Ela conta que o projeto vem sendo elaborado há anos, e, ao mesmo tempo que afirma que é uma fã do estilo musical synthwave de bandas como The Cure e Depeche Mode, Kat garante que seu som é diferente. "Acho que conseguimos um jeito de criar nosso próprio estilo, da nossa própria maneira". Entre a lista de artistas que colaboraram com o álbum estão Dave Grohl (Foo Fighters e Nirvana) e Danny Lohner (Nine Inch Nails).

Von D planejava lançar o projeto mais cedo, mas a pandemia atrapalhou seus planos. No entanto, ela usou a quarentena se dedicar. "Tratamos os lockdowns como uma oportunidade para permanecermos focados no álbum, na seleção das músicas e nas apresentações", diz. "Trabalhamos juntos todos os dias do meio-dia às 17h". Sua banda se mudou para a casa de hóspedes da tatuadora no período.

A ex-"Miami Ink" ainda afirma que, apesar de suas tatuagens sempre "roubarem as atenções", ela toca instrumentos há mais tempo do que desenha profissionalmente.

E lembra que começou a escrever as músicas do álbum há 10 anos, como resposta a um antigo amor não correspondido. "Sou felizmente casada agora e eu e meu marido brincamos que todas as canções foram feitas, na verdade, para o meu gato de estimação".