PUBLICIDADE
Topo

8 vezes em que Karol Conká não foi nada desconstruída no 'BBB 21'

Beatriz Amendola

De Splash, em São Paulo

01/02/2021 11h40

A gente tinha altas expectativas para Karol Conká, que chegou ao "BBB 21" trazendo toda a bagagem de empoderamento de suas músicas. Mas a realidade é que a cantora vem decepcionando muita gente aqui fora com seus preconceitos.

Continua depois da publicidade

No último fim de semana, em especial, Karol despejou vários comentários discriminatórios —e a maior parte deles ficou fora das edições do programa, como bem notou o nosso colunista Maurício Stycer.

Aqui, relembramos esses momentos nem um pouco desconstruídos de Karol:

Xenofobia

Na sexta-feira, Karol falou sobre o incômodo com o jeito expansivo de Juliette e deu a entender que era mais educada do que a rival por ser de Curitiba.

Essa pessoa [outro participante] disse: 'não, é o jeito dessa pessoa, pois na terra dessa pessoa é normal falar assim. Eu sou de Curitiba, é uma cidade muito reservadinha... eu tenho muita educação para falar com as pessoas.
Karol Conká

O preconceito velado contra os nordestinos fez Karol receber muitas críticas, inclusive da ex-BBB Flay. No Instagram, os ADMs do perfil da rapper publicaram um pedido de desculpas em nome dela:

Continua depois da publicidade

Relativização do assédio

Karol disse ainda que a Juliette poderia "virar a chavinha" e acusar algum dos meninos da casa de tentar agarrá-la. Esse é um discurso que invalida e coloca em dúvida a palavra de vítimas de assédio e outros tipos de violência sexual.

Crimes esses que, vale lembrar, costumam ser subnotificados.

Preconceito religioso

Karol ainda mostrou preconceito contra as religiões de matriz africana ao dizer, em conversa com Lumena e Fiuk, que iria fazer uma roda ao redor de Lucas para rezar um "Pai Nosso".

Continua depois da publicidade

Depois, em uma briga com Lucas na madrugada deste domingo, ela perguntou: "Onde está seu Deus para te ajudar neste momento de loucura?"

'Mau hálito de ruindade'

Karol também disse que Lucas tem mau hálito por "ruindade". E sim, é preconceituoso associar características físicas, que podem estar ligadas a problemas de saúde, ao caráter de alguém.

Continua depois da publicidade

Saúde mental

Karol ainda falou coisas bem equivocadas sobre saúde mental. Na briga com Lucas, ela disse que a atitude dele "pode fazer pessoas quererem se matar". É uma afirmação leviana e irresponsável —ainda mais que o próprio brother afirma, na conversa, que já tentou tirar a própria vida.

Caso você precise de ajuda, procure o CVV e os CAPS (Centros de Atenção Psicossocial) da sua cidade. O CVV funciona 24 horas por dia (inclusive aos feriados) pelo telefone 188, e também atende por e-mail, chat e pessoalmente. São mais de 120 postos de atendimento em todo o Brasil.

Ela também já havia sido infeliz ao falar (mais uma vez...) de Juliette. Karol criticou a sister por ter dito que "estava perdendo a personalidade" no confinamento. "Se ela está se fazendo de louca, eu vou ser o manicômio dela. Eu vou fazer ela pedir pra sair", completou.

Continua depois da publicidade

E Karol ainda zombou de Kerline pelo ataque de ansiedade que a sister teve no sábado, após brigar mais uma vez com Lucas. Ela já havia feito o mesmo em relação a Carla Diaz.