PUBLICIDADE
Topo

Paródia de Legião mostra que 'Eduardo e Mônica não são nada parecidos'

Eduardo Pazuello e Mônica Calazans 'revivem' letra de Legião Urbana
Eduardo Pazuello e Mônica Calazans 'revivem' letra de Legião Urbana
Reprodução/Twitter

De Splash, em São Paulo

19/01/2021 11h48Atualizada em 19/01/2021 11h48

E quem um dia iria dizer que a vacinação no Brasil teria Eduardo e Mônica como protagonistas? Eduardo Pazuello, ministro da Saúde, e Mônica Calazans, primeira pessoa vacinada, ganharam releitura da musica do Legião Urbana que leva seus nomes.

Continua depois da publicidade

O jornalista e roteirista Rob Gordon, de 45 anos, escreveu uma paródia da famosa canção do casal que não combinava de início citando as divergências entre o contraditório ministro e a enfermeira da linha de frente da pandemia de coronavírus.

Eduardo tinha febre, mas não quis se vacinar
Tinha medo de virar um jacaré
Enquanto a Mônica no hospital
No outro canto da cidade
Estava pronta pro que der e vier

A música mostra o encontro entre os dois depois que uma pessoa do ministério apresentar o "generalzinho que tentava impressionar" para Mônica numa "festa estranha com gente de medicina".

Continua depois da publicidade

O roteirista disse, ao jornal Extra, que a letra demorou menos de 40 minutos para ficar pronta.

Quando caiu a ficha que o ministro e a enfermeira se chamam Eduardo e Monica, a ideia de escrever a música foi imediata"

Na "nova versão", Mônica segue as orientações da ciência, enquanto o Eduardo prefere seguir seu chefe.

E diferente do casal que volta para Brasília e que não viaja porque o filho está de recuperação, a canção mostra um término na relação — e com a vacina vencendo a pandemia.

Continua depois da publicidade

No fim, a gente só não quer ficar de recuperação na vacinação!

Vacina - Governo do Estado de São Paulo / Divulgação - Governo do Estado de São Paulo / Divulgação
Enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, é a primeira brasileira a receber dose da vacina Coronavac
Imagem: Governo do Estado de São Paulo / Divulgação