PUBLICIDADE
Topo

Clássico paulista versus Fla-Flu: números do Ibope são um recado ao mercado

Gil comemora gol marcado para o Corinthians contra o Palmeiras - Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Gil comemora gol marcado para o Corinthians contra o Palmeiras Imagem: Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer é jornalista desde 1985. Repórter e crítico do UOL, colunista da Folha de S.Paulo, passou por Jornal do Brasil, Estadão, Folha, Lance!, Época, CartaCapital, Glamurama Editora e iG. É autor de "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018).

Colunista do UOL

24/07/2020 15h18Atualizada em 24/07/2020 16h37

Uma semana depois de o SBT conseguir bons números de audiência com a exibição da final do Campeonato Carioca, a Globo está divulgando os índices relativamente muito melhores que conseguiu com a transmissão de um jogo da fase classificatória do Campeonato Paulista.

Com o Fla-Flu decisivo, o SBT registrou média de 26,2 pontos no Rio, contra 26,1 da Globo. Em São Paulo, a emissora de Silvio Santos marcou 11 pontos com a final do Carioca; na Globo, o "Jornal Nacional" marcou 29,8 pontos enquanto "Fina Estampa" registrou 34,1.

Com Corinthians e Palmeiras, que marcou o retorno do Paulistão na TV aberta, a Globo registrou 30 pontos em São Paulo - a maior média de um jogo do campeonato desde a final de 2019, entre Corinthians e São Paulo (39 pontos). No Rio, exibindo a reprise do filme "Planeta dos Macacos: o confronto", a Globo marcou 25 pontos.

Na média do PNT (Painel Nacional de Televisão), que reúne a audiência de 15 centros urbanos, nesta quarta-feira (22), a Globo marcou 25 pontos. O jogo passou para 14 Estados; nas outras praças, foi exibido o filme. Essa média é 66% superior ao que o SBT alcançou com a transmissão nacional da final do Campeonato Carioca uma semana antes.

Com a transmissão da final do Carioca, o SBT empatou tecnicamente com a Globo no Rio e perdeu na média de todas as outras praças. Já com a exibição de um jogo da primeira fase do Paulista, a Globo liderou em todas as praças do PNT onde a partida foi exibida.

Em cidades como Campinas (20 a 6) e Distrito Federal (17 a 6) as vitórias foram próximas ou superiores ao triplo da audiência do segundo colocado (o próprio SBT).

A Globo está em situação desconfortável desde a publicação da MP 984, em 18 de junho, que alterou as regras sobre as vendas de direitos em transmissões esportivas no Brasil. Rescindiu o contrato que tinha com a Federação do Rio Janeiro, abrindo mão de exibir os jogos finais do Campeonato Carioca, e agora se vê ameaçada de perder a exclusividade do Brasileirão.

A comparação dos números desta semana com o resultado obtido pelo SBT uma semana antes, ajuda a Globo a demonstrar que o seu alcance é muito superior ao dos concorrentes mais diretos. É uma mensagem aos clubes, às marcas patrocinadoras e ao público.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL