PUBLICIDADE
Topo

Marcelle Carvalho

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Entenda como funcionam os grupos que definem os rumos de novelas da Globo

Pilar (Gabriela Medvedovsk) e Samuel (Michel Gomes) em Nos Tempos do Imperador (Reprodução/TV Globo) - Reprodução / Internet
Pilar (Gabriela Medvedovsk) e Samuel (Michel Gomes) em Nos Tempos do Imperador (Reprodução/TV Globo) Imagem: Reprodução / Internet
Conteúdo exclusivo para assinantes
Marcelle Carvalho

Marcelle Carvalho é jornalista que cobre, há duas décadas, o universo da televisão. Suas maiores paixões são novelas e séries, que serão abordadas aqui a partir da visão de quem vê e de quem faz.

Colunista do UOL

14/09/2021 16h56

Ouvir as pessoas que assistem às novelas diariamente é um grande passo para saber como anda a performance das tramas e, se precisar, alinhar ou, porque não, até mudar a rota da história. Mas como fica a influência desse público se as obras, devido a pandemia de covid-19, se tornaram fechadas? Bom, a notícia boa é que a TV Globo continuará promovendo os grupos de discussão.

Mas como eles funcionam?

Os grupos servem para a emissora sentir o desempenho das tramas e seus personagens, a partir da análise de um público selecionado para tal missão. Geralmente, a pesquisa é realizada com um ou dois meses de novela no ar e, dependendo do resultado, autores e direção podem fazer alguns ajustes.

Porém, a pandemia mudou tudo, inclusive, a maneira de fazer essa avaliação, que será virtual. A primeira a passar pelo crivo dos analisadores será "Nos Tempos do Imperador", que já deu a maior bola fora ao mostrar uma situação de racismo reverso. Já está na hora de ouvir o que nós, assíduos espectadores, temos a dizer sobre o rumo de toda essa prosa, não é?

As inéditas "Um Lugar ao Sol", "Quanto Mais Vida Melhor" - as duas com estreias previstas para ainda este ano - e "Além da Ilusão", seguirão por esse mesmo caminho. A ideia é que os telespectadores escolhidos assistam aos capítulos das novas tramas antes de elas irem ao ar e deem sua opinião. Com o resultado prévio, as equipes das produções ainda poderão fazer ajustes necessários, evitando uma repercussão negativa de grande impacto, como a que aconteceu na cena entre Pilar (Gabriela Medvedovski) e Samuel (Michel Gomes) na novela das seis.

Sempre vi com bons olhos essa espécie de 'prestação de serviço'.