Lucas Pasin

Lucas Pasin

Siga nas redes
Exclusivo
Reportagem

Pabllo Vittar faz 30 anos: 'Emoção por estar viva num país que mata tanto'

Pabllo Vittar completa 30 anos hoje. A drag queen mais seguida do mundo nas redes, dona de diversos hits, e com uma carreira internacional em ascensão, bateu um papo exclusivo com a coluna para celebrar a data. Ela assume estar emocionada ao pensar no sucesso e no presente de comemorar mais um ano de vida, morando nos país que mais mata LGBTQIA+ no mundo.

Neste país em que vemos todos os dias pessoas da nossa comunidade sofrerem violências absurdas, e morrerem, fazer 30 anos é muito emocionante. Por estar viva, e por poder fazer todos os dias o que eu gosto, viver da minha música e estar no palco, Pabllo Vittar

Na entrevista, Pabllo conta não ter o sonho de se casar (ainda), e confidencia ter sentido muita raiva ao saber do projeto da Câmara de Deputados que quer proibir o casamento de pessoas do mesmo sexo.

"Postei falando sobre, mas eu tinha feito também vídeos, com muita raiva, e acabei não publicando. É um retrocesso ridículo. Sempre acho que é uma grande cortina de fumaça para outras coisas toscas que acontecem nesse país. Fiquei triste ao receber mensagens de pessoas com medo do casamento ser anulado, de não poderem casar, e de não poder ficar com a pessoa que ama. A comunidade enxerga em mim uma super-heroína. Mas espero que as coisas mudem, estão querendo nos tirar o direito de amar".

Pabllo também elogia Anitta, diz se inspirar na carreira da "girl from Rio", e conta seu ritual para todo aniversário:

Pabllo Vittar diz tomar banho de 'energia' no aniversario
Pabllo Vittar diz tomar banho de 'energia' no aniversario Imagem: Gabriel Renné / Divulgação

Banho de limpeza - "É uma tradição, para virar o novo ano, tomar um banho de alecrim para ó? tirar tudo que é ruim, e atrair coisas positivas. Acredito muito em energias. Sempre jogo para o universo o que eu quero para o próximo ano. Peço, agradeço, e é isso, esse é o meu ritual de aniversário".

Sucesso - "Nunca imaginei estar onde estou hoje, mas sempre almejei. Joguei muito para o universo. E aí Deus falou: 'Vou atender logo essa bicha, ela me pede todos os dias'. Fico feliz em ter realizado muitos sonhos, e quero realizar vários outros. Por mais que a nossa vida seja feita de altos e baixos, eu sinto, de verdade, que tenho conquistas".

'Pabllo, faz alguma coisa' - "Não gosto de pensar que a responsabilidade de inspirar outras pessoas está apenas nas minhas mãos. Tenho amigos que também trabalham e dão voz [para a comunidade LGBTQIA+]. Por mais que brinquem sempre 'Pabllo, faz alguma coisa', temos outras pessoas inspiradoras. E temos avançado muito para não perder as esperanças agora. Espero que daqui a 30 anos a gente tenha avançado muito mais".

Continua após a publicidade

Bullying, ódio e medo - "Fui tão julgada e atacada por ser justamente quem eu sou, mas sempre refleti e nunca quis desistir. Chegando aos 30, nunca estive tão certa de quem eu sou. Nasci para fazer isso. Sempre tive medo, mas a minha coragem sempre foi maior. Quero mostrar para as pessoas que existimos, trabalhamos, e que podemos sair de lugares distantes, pequenos, e obter sucesso. Temos medo de virar estatística no país que mais mata, mas a minha coragem é maior. Não posso parar de realizar os meus sonhos".

Anitta inspira carreira - "A Anitta desempenhou um papel muito incrível de colocar o Brasil no VMA, e outros eventos, e a gente precisava dessa representatividade. Ela é a minha maior inspiração de carreira no Brasil. É autêntica. Eu também não tenho medo de ser quem sou e de fazer o que eu gosto".

Planos internacionais - "Quero muito mais. Tenho previsto várias parcerias internacionais, e nacionais. Sou lembrada por grandes festivais europeus e americanos. Almejo sempre estar lá fora representando meu país. Vou fazer mais músicas cantando em inglês e espanhol no próximo ano. As pessoas pedem lá fora, e eu vou atender. Quero conversar cada vez mais com esse público".

Reportagem

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes