PUBLICIDADE
Topo

Arte Fora do Museu

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

A menina que encarou o touro de Wall Street corre o risco de ser despejada

Conteúdo exclusivo para assinantes
Andre Deak / Felipe Lavignatti

O projeto Arte Fora do Museu nasceu em 2011 com os pesquisadores e jornalistas Andre Deak e Felipe Lavignatti, como um levantamento de obras de arte nas ruas da cidade de São Paulo. Hoje em mais de 500 cidades do mundo, milhares de obras e centenas de artistas, é um guia de arte urbana que inclui arquitetura, escultura, graffiti e mural. Andre Deak e Felipe Lavignatti são também sócios na produtora Liquid Media Lab, com projetos de comunicação digital, arte e diversos trabalhos no campo da inovação.

Colunista do UOL

19/11/2021 10h52

Resumo da notícia

  • Fearless Girl pode ser retirada ainda esse mês
  • Estátua foi colocada como contraponto ao touro
  • Réplicas da menina existem em todo mundo

São Paulo entrou para a lista de cidades com esculturas de touro em seu centro financeiro. Não demorou muito para protestos contra o símbolo aparecerem, algo comum ao touro original de Nova York em Wall Street. A obra que deu origem às réplicas teve como seu maior símbolo de contraponto a estátua de uma menina enfrentando o touro de frente, instalada em 2017. A "Fearless Girl" já foi tirada da frente do animal de bronze, alocada agora em frente à bolsa de valores. E agora, a garota pode ser retirada novamente e sem local certo para recebê-la.

A garota destemida pode sair das ruas - Tayfun Coskun/Anadolu Agency via Getty Images - Tayfun Coskun/Anadolu Agency via Getty Images
A garota destemida pode sair das ruas
Imagem: Tayfun Coskun/Anadolu Agency via Getty Images

Uma instalação de escultura na cidade de Nova York precisa de uma permissão e a da "Fearless Girl" vence no próximo dia 29. A obra da escultora Kristen Visbal foi comissionada pela State Street Global Advisors, que entrou com um pedido de permanência para mais 10 anos que ainda não obteve resposta. A prefeitura não tem programação para tratar do assunto até dezembro, pelo menos.

Apesar de terem o mesmo intuito de manter a estátua nas ruas, artista e empresa não têm uma relação tão amistosa. Visbal foi processada por tentar vender réplicas da escultura, algo que ela não poderia fazer pelo contrato de realização do trabalho original. Duplicatas da garota, no entanto, já foram instaladas na Noruega, Austrália e Inglaterra.

Inaugurada no dia 7 de março de 2017, um dia antes do Dia Internacional da Mulher, a "Fearless Girl" ganhou seu espaço nas ruas de Nova York justamente por se opor ao touro, ao símbolo máximo da bolsa. O escultor do touro, Arturo di Modica, não gostou nada da afronta da garota e pediu sua retirada, o que aconteceu 18 meses depois. Desde então, ela está em frente a Bolsa de Valores. No ponto onde foi feita sua primeira instalação, deixaram uma placa no piso com as pegadas da menina.

Placa no lugar da estátua Fearless Girl em frente ao touro de Wall Street - Divulgação - Divulgação
Placa no lugar da estátua Fearless Girl em frente ao touro de Wall Street
Imagem: Divulgação

Tanto a estátua do touro quanto a da menina foram colocadas de forma ilegal na rua, mas somente a do touro ganhou um status oficial e não corre o risco de ir para um galpão. Inclusive seu dono é Joe Lewis, um dos proprietários do time de futebol inglês Tottenham Hotspur. Na aquisição da obra, ele teve que assinar um contrato garantindo nunca retirar do local a escultura. O touro virou um símbolo que pedia um contraponto que veio na forma de uma menina de 1,30 m de bronze. Em pouco tempo, a garota destemida cresceu no imaginário popular, despertando mais empatia do que um animal em pose de ataque. A menina corre o risco de sumir das ruas, enquanto o touro tem uma garantia de permanência em uma área valorizada da cidade. Ambas geraram cópias no mundo todo. Entre uma menina e um animal em pose de ataque, o Brasil fez sua escolha.