PUBLICIDADE
Topo

Alemanha permite entrada de brasileiros apenas com exame de covid-19

De Nossa

20/09/2021 12h13

A Alemanha simplificou as exigências para entrada de brasileiros após a queda no número de infecções por covid-19 no Brasil. Entre as mudanças, o governo local removeu a obrigatoriedade de vacinação para fazer turismo no país e agora é possível ser recebido no território com apenas um teste negativo.

As novas regras já são válidas desde ontem (19), informou a Representação Federal da Alemanha no Brasil. Ao viajar, o cidadão brasileiro não precisa mais fazer o registro digital de entrada ou cumprir quarentena.

No entanto, é necessário apresentar um comprovante de ter sido completamente vacinado (com duas doses ou dose única) há pelo menos 14 dias com imunizante reconhecido no país ou, na ausência dele, um comprovante de infecção recente pela covid-19 ou exame negativo.

São reconhecidas no país as vacinas aprovadas pelo Paul-Ehrlich-Instituts (PEI), a agência reguladora alemã para medicamentos: Janssen, Moderna, Pfizer e AstraZeneca (incluindo a Covishield, produzida no Brasil pela Fiocruz). Brasileiros que receberam a CoronaVac são considerados como não vacinados pelo governo alemão.

Ao desembarcar, o turista deverá apresentar à Polícia Federal alemã ou às autoridades no controle da fronteira o Certificado COVID Digital UE ou um comprovante similar de vacinação (como o ConecteSUS) digital ou em papel nos idiomas alemão, inglês, francês, italiano ou espanhol. O documento deverá conter:

  • Os dados pessoais da pessoa vacinada (sobrenome, nome e data de nascimento);
  • Data da vacinação e número de doses aplicadas;
  • Nome da vacina aplicada;
  • Nome da doença alvo da vacina;
  • Indicadores da pessoa ou instituição responsável pela realização da vacinação ou pela emissão do certificado, por exemplo, um símbolo oficial ou o nome do emissor.

Caso o viajante já tenha tido a covid-19, ele poderá ser considerado totalmente vacinado com apenas uma dose de imunizante, mas deverá apresentar também um teste PCR positivo antigo como prova de que teve a doença. Mais uma vez, todos os comprovantes devem estar em alemão, francês, italiano ou espanhol, sejam impressos ou digitais.

Já para os não vacinados, a regra é apresentar um teste do tipo PCR negativo realizado em até 72 horas do desembarque ou um teste de antígeno realizado nas últimas 48 horas. Os menores de 12 anos não precisam apresentar comprovantes, mas devem estar acompanhados de um responsável com documentação em dia, segundo a diplomacia alemã.