PUBLICIDADE
Topo

Maior youtuber de culinária do Brasil ensina costela de desmanchar na boca

Costela no forno tem sabor de infância para youtuber - Arquivo pessoal
Costela no forno tem sabor de infância para youtuber Imagem: Arquivo pessoal

Gabrielli Menezes

De Nossa

14/04/2021 04h00

Diego Assalve

Diego Assalve

QUEM É

Pai de três filhos, é o maior youtuber de culinária do país. O canal começou em 2016, quando gravava vídeos com a ajuda da esposa madrugada a dentro. O esforço valeu: hoje, são 8,5 milhões de inscritos.

A costela é do tipo de carne que tem ótimo custo-benefício. Não é das mais caras, serve muita gente e tem um sabor de guardar na memória.

"Por ela ser mais barata, minha mãe fazia bastante nos churrascos de fim de semana. É uma receita que me traz boas recordações da minha família", diz Diego Assalve, que ficou conhecido pelo canal Receitas de Pai — o maior do YouTube, com 8,5 milhões de inscritos.

Ele cedeu a receita que costuma fazer ao Nossa e contou que o segredo está na espera: quanto mais tempo deixar a carne sob calor embrulhada em papel alumínio, mais macia ficará.

Costela do Diego - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Cinco horas no forno para ficar macia
Imagem: Arquivo pessoal
Costela do Diego - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Com o tempo, ossos se soltam da carne
Imagem: Arquivo pessoal

Para ter uma costela cujas fibras se descolam ao toque do garfo e se desmancham na boca é preciso de cinco horas de forno.

Confira o passo a passo completo da receita clicando na imagem abaixo:

Costela assada do Diego

Dificuldade Fácil
330 min
Ver receita completa

Quem vê close, não vê corre

É isso que costumam dizer nas redes sociais. Quem hoje espia o trabalho de Diego, não imagina o caminho que ele percorreu até chegar aos 8,5 milhões de inscritos no YouTube.

Diego Assalve - Reprodução Instagram - Reprodução Instagram
Auxiliar administrativo começou a fazer vídeos com garra
Imagem: Reprodução Instagram

A título de comparação, o número é maior do que a soma de outros canais de sucesso no ramo, como o da Rita Lobo (Panelinha; 874 mil), o da Paola Carosella (1,02 mi), o do Mohamad Hindi (2,11 mi) e o Ana Maria Brogui (3,56 mi).

Nascido e criado em Três Corações, Diego carrega no DNA o apreço por uma boa refeição e a curiosidade pelos sabores. Tanto é que em seu primeiro vídeo, publicado em 2016, ele mostra como preparar um petit gateau e diz: "Quando eu era pequenininho, eu achava que nunca ia comer isso aqui, que era coisa de rico...".

Ao fim do episódio, ele dá garfadas gulosas no bolinho devidamente empratado ao lado de uma bola de sorvete e agradece aos espectadores, como se já projetasse internamente o sucesso que estava por vir.

Os primeiros passos na cozinha foram com preparos triviais, como arroz e feijão, para ajudar a mãe, Edna, a alimentar ele e mais quatro irmãos. Ainda pequeno, fazia bolo de cenoura e levava para escola para os amigos provarem: "todo mundo gostava".

Lorena e Diego: parceria que deu certo no casamento e no Receita do Pai - Reprodução Instagram - Reprodução Instagram
Lorena e Diego: parceria que deu certo no casamento e no Receita do Pai
Imagem: Reprodução Instagram

Pouco depois de finalizar os estudos, Diego se mudou para Curitiba para morar com Lorena, crush que nasceu na internet e se tornou sua esposa, mãe dos filhos, Guilherme e Felipe, e parceira de aventura.

Em casa, a gente dividia as tarefas e, como eu gosto muito de cozinhar e conversar, achamos que poderia ser legal mostrar um pai, na cozinha, ensinando receitas e fazendo o povo rachar o bico".

A bicicleta parcelada em dez vezes no cartão de crédito foi colocada a venda para comprar uma câmera e a persiana da cozinha de casa foi personalizada com o logo e o nome que colocaram projeto da família: Receitas de Pai.

Lorena trabalhava de manhã na panificadora da mãe e Diego fazia o turno da noite num terminal de distribuição de combustível como auxiliar administrativo. Eles usavam a tarde para cuidar do filho pequeno e gravar os episódios, planejados para ir ao ar duas vezes por semana. Quando não dava tempo, o jeito era usar a madrugada para colocar o plano de pé.

Guilherme, 7, e Felipe, 4: filhos de Diego e Lorena - Reprodução Instagram - Reprodução Instagram
Guilherme, 7, e Felipe, 4: filhos de Diego e Lorena
Imagem: Reprodução Instagram

Aos poucos, as brincadeiras e os pratos, impulsionados por receitas virais, caíram na graça do público. O casal, naturalmente, foi se empolgando com a possibilidade do canal aliviar as despesas de casa: "Na época, a gente achava que pelo menos um ou outro poderia deixar de trabalhar com outras atividades".

O destino surpreendeu positivamente: cinco anos e cerca de 650 vídeos depois, a família não só vive disso como tem funcionários para dar conta de todas as demandas.

Em 2020, Diego e Lorena realizaram o sonho de se mudar para uma chácara na região metropolitana de Curitiba. A casa deles ainda precisa de ajustes, mas no gramado já construíram um estúdio de 49 metros quadrados com direito a projeto de arquiteto, fogão a lenha, churrasqueira, muita luz natural e um cantinho especial para filmar o quadro La Na Roça, só de receitas caipiras que homenageiam a mãe, a vó e a vida em Minas.

Veja, em vídeo, como fazer a costela: