PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus: Decreto proíbe acesso às piscinas naturais de Maragogi (AL)

Destino turístico em Alagoas enfrenta restrições diante de agravamento da pandemia - JoaoBarcelos/Getty Images/iStockphoto
Destino turístico em Alagoas enfrenta restrições diante de agravamento da pandemia Imagem: JoaoBarcelos/Getty Images/iStockphoto

Aliny Gama

Colaboração para Nossa, no Recife

05/03/2021 19h38

O acesso às piscinas naturais de Maragogi, localizada no litoral norte de Alagoas, está proibido entre os próximos dias 20 e 24 como uma das medidas restritivas determinada pela Prefeitura em decreto para conter o avanço da pandemia do novo coronavírus no município.

O decreto começou a valer ontem e vigorará por 20 dias. Dentre as restrições estão a proibição de música ambiente e ao vivo em bares e restaurantes, como também redução para 75% das hospedagens em pousadas e hotéis. Albergues e hostels estão proibidos de funcionar.

O município de Maragogi é um dos destinos mais procurados por turistas que viajam ao Nordeste pelas belezas das piscinas naturais, que estão situadas na APA (Área de Proteção Ambiental) Costa dos Corais.

No Instagram, o prefeito Fernando Sérgio Lira (PP) afirmou que a restrição foi tomada devido ao avanço da pandemia — que "de acordo com os dados epidemiológicos francamente negativos com o avanço dessa segunda onda da covid-19, determina que muitos prefeitos, gestores, tomem posições restritivas."

"É o caso de Maragogi. A própria Prefeitura também adotou medidas restritivas nos seguintes aspectos: suspendemos atendimento presencial, estabelecimentos regime de plantão, inclusive com tempo corrido nos PSFs (Programa de Saúde da Família). Em funcionamento, somente os serviços essenciais", explicou o prefeito.

Além da proibição do acesso às piscinas naturais, que é feito por meio de embarcações, o funcionamento de hostels e albergues também segue proibido. O decreto proíbe som ambiente ou ao vivo em restaurantes e bares, além da venda de bebidas alcoólicas depois das 20h. A cidade definiu ainda que bares e restaurantes devem funcionar com distanciamento de dois metros de cada mesa, com capacidade de até seis pessoas.

Atividades esportivas estão suspensas, exceto as individuais e em academias, que devem estar com 25% da capacidade durante o período da manhã e 25% durante a tarde. O funcionamento à noite está proibido.

As restrições seguem ainda para pousadas e hotéis que devem reduzir em 25% a capacidade, podendo funcionar com até 75% dos quartos. A capacidade de estabelecimentos comerciais passou a ser 50%, com supermercados recebendo 20 clientes por vez — entrada e saída das pessoas devem ser monitoradas para que o decreto seja cumprido.

A decisão suspendeu também a realização de eventos públicos e privados. Cultos, missas e reuniões de qualquer credo estão limitadas a duas vezes por semana, com capacidade de 50%. O transporte complementar interno de Maragogi está reduzido a 50% da capacidade.

Boletim epidemiológico da Sesau (Secretaria de Estado da Saúde) divulgado hoje mostra que Alagoas já registrou 134.419 casos de infectados pelo novo coronavírus e 3.060 mortes causadas pela covid-19. De ontem para hoje, 13 pessoas morreram em decorrência da doença e 623 pessoas foram infectadas pelo vírus. Maceió é o município com maior número de infectados, com 52.085 casos e 1.372 mortes. Em Maragogi, 906 pessoas foram infectadas pelo novo coronavírus e há registro de 24 óbitos por covid-19.

Atualmente, o número de leitos de UTI da rede pública está com 66% de ocupação no total. Leitos clínicos o número é de 62% e de UTI intermediária é de 39%. Maragogi possui apenas quatro leitos para pacientes com covid-19. Os leitos são na UPA (Unidade de Pronto Atendimento), sendo três leitos clínicos e um de UTI intermediária. Atualmente, a taxa de ocupação de leitos clínicos é de 33%, e de 0% na UTI intermediária.

Alagoas regride à fase amarela

A partir de hoje, Alagoas retornou à Fase Amarela do Distanciamento Social Controlado. As novas medidas restritivas valem por sete dias. Alagoas estava na Fase Azul do Distanciamento Social Controlado havia quase seis meses.

Estão suspensos eventos e festas em geral, além da proibição do funcionamento de boates. O decreto determinou a suspensão de cirurgias eletivas pelos próximos 15 dias, com exceção dos casos de câncer e de doenças cardiovasculares. Aulas presenciais e de modelo híbrido continuam autorizadas.

O decreto limita o horário de funcionamento diário de bares, restaurantes e similares das 6h às 23h e determina ainda o limite de 50% da capacidade de público. Academias, clubes e centros de ginástica passam a funcionar com 50% da capacidade. Lojas localizadas no bairro do centro de Maceió poderão abrir durante a semana das 9h às 17h e das 8h às 13h aos sábados. Já lojas de rua e galerias comerciais de todo o estado funcionarão das 10h às 19h, de segunda a sábado, e os shoppings centers de toda Alagoas passam a funcionar das 11h às 21h.

Os templos, igrejas e demais instituições religiosas poderão abrir com 60% da capacidade de público. O transporte intermunicipal e turístico deve operar com 50% da capacidade.

Confira as mudanças

Fase Amarela do Distanciamento Social Controlado

  • Proibição de eventos e festas em geral
  • Suspensão de cirurgias eletivas pelos próximos 15 dias, com exceção dos casos de câncer e de doenças cardiovasculares
  • Suspensão do funcionamento de boates
  • Bares e restaurantes com funcionamento permitido entre 6h e 23h e com 50% da capacidade
  • Academias, clubes e centros de ginástica passam a funcionar com 50% da capacidade
  • Lojas no Centro de Maceió com funcionamento permitido entre 9h e 17h durante a semana, e entre 8h e 13h no sábado
  • Lojas de rua e galerias em todo o estado com funcionamento permitido entre 10h e 19h, entre segunda e sábado, e os shoppings centers entre 11h e 21h
  • Templos, igrejas e demais instituições religiosas com capacidade reduzida para 60%
  • Transporte Intermunicipal, receptivos e transportadoras turísticas com capacidade reduzida para 50%