PUBLICIDADE
Topo

Entre cozinha e família na quarentena, Olivier Anquier ensina guisado fácil

Olivier Anquier tem aproveitado a quarentena para estar mais em família e para resgatar pratos que há tempos não fazia - Divulgação
Olivier Anquier tem aproveitado a quarentena para estar mais em família e para resgatar pratos que há tempos não fazia Imagem: Divulgação

De Nossa

03/05/2020 04h00

Sucesso no mundo da gastronomia e um dos mais famosos chefs-estrela da televisão brasileira, Olivier Anquier está em casa — mas não falta trabalho na quarentena da pandemia do coronavírus.

Comandante do bistrô L'Entrecôte d'Olivier e bastante ativo nas redes sociais, o francês naturalizado brasileiro conta ao Nossa como está sua rotina entre a esposa, a atriz Adriana Alves, a filha Olívia, de apenas três anos, e, claro, as suas queridas panelas.

Como tem sido cozinhar na quarentena?

Esse período está trazendo uma realidade de vida em família que, por causa da minha profissão, é muito difícil que aconteça, a não ser quando estamos de férias, como jantarmos todas as noites juntos. É um legado muito positivo dessa situação triste que nós estamos vivendo.

Isso se acentua pelo fato da Adriana estar com uma dificuldade física por causa de uma operação que ela sofreu no pé. Essa operação aconteceu no final de janeiro e até hoje a deixa muito paralisada, ela não consegue ficar de pé, o que faz com que eu acabe cuidando de tudo.

Que mais tem feito para aproveitar o tempo?

Além de cuidar da minha filha Olívia e da Adriana, eu escrevo e posto no Intagram todos os dias uma homenagem ao "Diário do Olivier" (programa do GNT). Um dia, um ano, então serão 20 dias de retrospectiva.

Escrevo também outras coisas para mim sem nenhum outro objetivo além de colocar pensamentos no papel. Além disso, leio e assisto um pouco de documentários pela internet.

Quais pratos você tem feito em casa?

Eu estou cozinhando todos os dias e inclusive pratos que não fazia há muito tempo. Por exemplo, um prato que minha filha adora é macarrão, como toda criança, e eu preparo almôndegas com pimentão, molho de tomate, tudo caseiro. No início da quarentena, eu fiz um guisado de lula.

Quando eu faço esse tipo de prato, preparo em grandes quantidades de tal forma que eu consiga dividir e congelar, fazendo com que a gente possa variar nossas refeições apenas retirando essas opções do freezer.

Relembrado pela Adriana, anteontem eu voltei a fazer yakissoba. Uma viagem ao Japão! Eu estou viajando e fazendo a minha família viajar, presos em casa, mas com a comida.

Como vê a situação dos restaurantes após a crise?

Acho que vai demorar para as coisas voltarem ao normal por diversos motivos. Depois do confinamento vai ter um "desconfinamento" gradual, acompanhado de muitas medidas de segurança que vão impedir que as casas tenham movimento e a operação que elas tinham antes. Vamos ver.

Quais dicas daria para alguém que aproveita este período para aprender a cozinhar?

Ousar e fazer algo que nunca fez que, de repente, parecia complicada ou inacessível. Preparar sua receita antes, separar os ingredientes direitinho para poder executar com calma, já que tem tempo.

Qual receita recomendaria para fazer em casa?

Eu recomendo fazer guisados para quem está se aventurando na cozinha e querendo fazer coisas realmente gostosas e que dê para fazer uma quantidade que sirva para várias refeições. A vantagem desse preparo é que, quanto mais ele é refogado de volta para o fogo, dias após dias, melhor ele fica, ele fica curado, ele fica gostoso.

Aqui está uma receita simples, de ingredientes acessíveis, principalmente nesses momentos difíceis, um guisado então que pode ser de frango caipira, frango orgânico ou um frango normal. É bastante simples, surpreendente, deliciosa e perfeita para este momento.

Guisado de frango - Getty Images - Getty Images
Imagem: Getty Images

Guisado de frango

Ingredientes:

  • 1kg de coxa de frango

  • 3 tomates

  • 2 pimentões vermelhos

  • 2 pimentões amarelos

  • 2 de cebolas brancas grandes

  • 3 dentes de alho

  • 1/2 colher de sopa de páprica doce ou picante (a gosto)

  • 1 copo de vinho branco seco (50ml)

  • 2 copos de agua bem quente (100ml)

  • 100 gramas de bacon

  • 1 raminho de tomilho

  • 1 folha de louro

  • 1 colher de sopa de azeite de oliva

  • 12 azeitonas pretas

  • sal e pimenta do reino a gosto

Modo de Preparo:

1.Polvilhe as coxas com páprica como se fosse milanesa, aqueça o wok em fogo alto e coloque os pedaços de frango junto com azeite de oliva.

2. Saltear para que todos os lados fiquem coloridos. Retire o frango do wok e reserve.

3. Coloque para fritar o bacon até ficar dourados. reserve.

4. Descasaque e corte os tomates em cubos, fatie as cebolas, pique o alho e corte o pimentão em tiras.

5. Jogue primeiro a cebola no wok, aproveitando a gordura do bacon bem quente e deixe murchar.

6. Depois, adicione as tirar de pimentão até muchar também. Continue adicionando os cubos de tomates junto com o alho, o tomilho e a folha de louro.

7. Na sequência, despeje o copo de vinho branco, dilua o resto do pó de páprica e adicione o frango e 12 azeitonas pretas.

8. Deixe evaporar o álcool por três minutos, adicione a água e cubra a panela.

9. Deixe cozinhar por 20 minutos a fogo médio.

10. Quando pronto, colocar sal e pimenta do reino a gosto.

Errata: o texto foi atualizado
Ao contrário do informado, a receita leva 1 colher de sopa de azeite. O erro já foi corrigido.