PUBLICIDADE
Topo

Novo chefe da British Airways defende teste de coronavírus antes dos voos

British Airways transporta anualmente cerca de 45 milhões de passageiros - Divulgação/British Airways
British Airways transporta anualmente cerca de 45 milhões de passageiros Imagem: Divulgação/British Airways

19/10/2020 12h06

O novo chefe da British Airways, Sean Doyle, defendeu nesta segunda-feira a realização de teste de coronavírus antes dos voos, a única maneira de o setor aéreo superar a crise da covid-19.

"Não acreditamos que a quarentena seja a resposta. Acreditamos que a melhor maneira de tranquilizar as pessoas é introduzir um teste de pré-voo confiável e acessível", disse ele em conferência online organizada pela indústria aérea britânica.

Foi a primeira intervenção do novo CEO e presidente da British Airways, que assumiu as rédeas da empresa na semana passada após a saída de seu antecessor, o espanhol Alex Cruz.

O setor aéreo se opõe à quarentena imposta pelo governo britânico, que exige que viajantes da França ou da Espanha, por exemplo, fiquem isolados por 14 dias.

Essa medida afetou a demanda e obrigou as companhias aéreas a reduzirem seus horários de voos nos próximos meses, embora ainda esperassem uma recuperação no tráfego neste verão.

"Mesmo que o período de quarentena seja reduzido para sete dias, as pessoas não viajarão para cá e o Reino Unido ficará para trás", advertiu o irlandês.

"Existe o risco de que a indústria não se recupere desta crise se não resolvermos primeiro a questão de permitir que as pessoas voem novamente", acrescentou Doyle.