PUBLICIDADE
Topo

Podcast

UOL Palmeiras

O podcast para os torcedores do verdão


OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

UOL Palmeiras #34: Verdão voltou a ser um time organizado e eficiente

Do UOL, em São Paulo

26/10/2021 16h00

A um mês da final da Libertadores, o Flamengo passa por um momento conturbado, enquanto o Palmeiras reencontrou o equilíbrio. O Verdão vem de uma sequência de três vitórias no Brasileirão (sobre Internacional, Ceará e Sport), enquanto o Fla corre risco de eliminação na Copa do Brasil e praticamente se despediu das chances de conquistar o título brasileiro. Este cenário anima o torcedor palmeirense, embora ainda haja tempo para tudo mudar.

No podcast UOL Palmeiras #34 (ouça na íntegra no episódio acima), o apresentador Vanderlei Lima, o colunista Danilo Lavieri e o repórter Diego Iwata Lima falaram sobre a fase ascendente do Palmeiras, e como este momento pode influenciar a equipe na decisão do torneio continental em Montevidéu.

"Se a final fosse amanhã, ainda acharia o Flamengo favorito por questões de qualidade individual, considerando que todos estarão à disposição. O Fla tem jogadores que conseguem resolver na frente, coisa que o Palmeiras não tem, mas tenta compensar isso sendo um time mais organizado e equilibrado. O time evolui e isso tem a ver com os retornos dos jogadores que estavam nas seleções. Está mais organizado e eficiente", analisou Lavieri.

Lima destacou que a decisão da Libertadores reúne elementos que não permitem distinguir se há um favorito para a taça. "Mesmo com o Flamengo em uma fase muito boa e o Palmeiras oscilante, não vi o Fla com uma vantagem enorme. É jogo único. A final da Libertadores é diferente de qualquer outra partida. Ali, força mental e outras variantes que não só a qualidade técnica pesam demais em uma decisão. O Palmeiras é um time muito mais forte mentalmente do que o Flamengo. É um time que está há mais tempo junto, inclusive em relação à comissão técnica", comentou.

Lima reforçou que vê os dois finalistas em condições de equilíbrio para a partida no Uruguai. "O Flamengo passa por um momento conturbado. Renato Gaúcho não é Jorge Jesus, nem Rogério Ceni, em termos de conhecimento tático. Há um equilíbrio grande para essa final e o Palmeiras está em uma ascendente. Entendo que o time esteja em um bom momento para chegar a Montevidéu, se não em igualdade de condições, muito perto disso. Não vejo vantagem do time rubro-negro", opinou o repórter.

Na visão do setorista, mesmo longe da disputa pelo título do Brasileirão, cada partida do torneio se torna cada vez mais fundamental para a preparação do Verdão para a final da Libertadores. "Os jogadores se deram conta de que todos os jogos são importantes porque tudo concorre para a Libertadores. Tudo o que for feito agora vai refletir na final, seja no que diz respeito à organização, ao emocional e ao psicológico. Os atletas entenderam que não tem mais essa de escolher jogo. Todo mundo quer lugar no time e vai querer mostrar serviço para o Abel. O Palmeiras não corre mais o risco de entrar em uma derrocada técnica e emocional", completou.

Ouça o podcast UOL Palmeiras e confira também o debate sobre Felipe Melo, que se tornou peça imprescindível no meio-campo e tem futuro incerto no clube.

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas" de distribuição de áudio. Você pode ouvir UOL Palmeiras, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e YouTube.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL