PUBLICIDADE
Topo

Podcast

UOL Palmeiras

O podcast para os torcedores do verdão


OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

UOL Palmeiras #33: Verdão deve ajudar Abel a mudar visão de jogo

Do UOL, em São Paulo

19/10/2021 16h00

Abel Ferreira está longe de ser uma unanimidade entre os torcedores do Palmeiras. Uma das principais queixas sobre o trabalho do treinador está em sua convicção no estilo de jogo reativo da equipe, com poucas variações táticas. Entre defeitos e qualidades, o português convive com as frequentes críticas pelo futebol até eficiente do time, mas de pouco brilho.

No podcast UOL Palmeiras #33 (ouça na íntegra no episódio acima), o apresentador Vanderlei Lima e o repórter Diego Iwata Lima conversaram sobre os pontos nos quais o técnico poderia melhorar e como a diretoria do Palmeiras deve ajudá-lo a mudar e promover uma maior versatilidade tática à equipe.

"Não podemos esperar uma mudança do Abel a essa altura. Dá para ver que ele é um cara que aprende com o tempo. Ele parou de reclamar insistentemente com a arbitragem porque viu que não tem resultado. Só que ele é um cara muito convicto e apegado a essas convicções. Não vai abrir mão de algumas questões, como jogar em transição com esse elenco. Esse é um ponto que o torcedor do Palmeiras gostaria de ver o time melhor", disse Lima.

Para o repórter, fazer o Palmeiras ampliar seu leque de variações de jogo não depende apenas de Abel. "O treinador tem que tirar o melhor do elenco e o Abel tem conseguido isso. Mas, se ele ficar para o próximo ano, é um ponto a ser melhorado. E como fazer isso? Não parte só dele. Precisa ter jogadores com essa característica. Hoje, o elenco não tem um meia de criação, de bola no pé, de retenção de posse de bola. Para o próximo ano, o Palmeiras tem que trabalhar para oferecer oportunidade ao Abel jogadores com características que possam fazer uma nova visão de jogo", avaliou.

Outra questão incomoda até mesmo quem defende o treinador: as substituições. "Vejo uma discussão mesmo entre quem admira o trabalho do Abel sobre as substituições. Ele faz muitas ao longo dos jogos, principalmente por atacado ao colocar três peças. Isso acaba onerando o time em campo. Ao trocar três peças, por melhores que sejam os reservas, o time vai sofrer um pouco. Os reservas do Palmeiras não estão à altura dos titulares. Isso atrapalha", opinou Lima.

Apesar das críticas ao estilo 'monotemático' da equipe, Lima faz um balanço positivo do trabalho do técnico português. "Faço uma análise do Abel em que há muitos erros e acertos. Ele tem dificuldades contra um tipo de adversário, que se fecha muito, mas uma facilidade para fazer o time jogar em transição, e pensa o jogo assim. Dentro do elenco que tem, ele até conseguiu fazer um grande trabalho. Chegar dois anos seguidos a uma final de Libertadores não é para qualquer técnico", colocou o setorista.

O repórter também destacou que o Verdão não deve deixar o Brasileirão completamente de lado. "Entendo que o Palmeiras está trabalhado para um momento-chave que é a final da Libertadores. Pela pontuação, o time está muito distante da possibilidade de título e tem que brigar para ficar na zona de classificação para a Libertadores. Não pode ir para a final contra o Flamengo valendo tudo ou nada", concluiu.

Ouça o podcast UOL Palmeiras e confira também o debate sobre os problemas do sistema defensivo do time e como a presença de Felipe Melo pode corrigi-los.

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas" de distribuição de áudio. Você pode ouvir UOL Palmeiras, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e YouTube.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL