PUBLICIDADE
Topo

Podcast

UOL São Paulo

O podcast para o torcedor tricolor


ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

UOL São Paulo #21: Falta de centroavante se torna problema crônico

Do UOL, em São Paulo

20/07/2021 16h00

O São Paulo ensaiou uma reação na temporada com as vitórias sobre Internacional e Bahia pelo Brasileirão. Porém, o time voltou a tropeçar e amargou um empate com o Racing e uma derrota para o Fortaleza, ambos no Morumbi. Os resultados evidenciaram um problema antigo da equipe: a carência por um centroavante legítimo.

No podcast UOL São Paulo #21 (ouça na íntegra no episódio acima), o apresentador Pedro Lopes, o colunista Menon e o setorista Brunno Carvalho analisam as dificuldades da equipe e destacam como a ausência de um atacante 'matador' se tornou um problema crônico do Tricolor.

"Tem um problema que é esse departamento de scout. Os caras não conseguem descobrir um atacante bom? Os nomes que eles falam qualquer são paulino na mesa do bar fala: Borré, Calleri, Benedetto... São nomes que qualquer um conhece, caros. Acho que está falhando esse lado do clube", disse Menon.

Carvalho acha que o Tricolor deve buscar alternativas a nomes badalados. "O Calleri parece que foi mais uma empolgação geral. A torcida se empolgou porque a diretoria foi conversar. Ele estava sem clube, mas os valores são muito altos. Fica complicado trazer alguém assim. Talvez encontrar alguém na América do Sul. O Benedetto está jogando pouco no Olympique de Marselha, mas ainda assim não deve ter um salário muito barato. Para o São Paulo trazer alguém da Europa tem que gastar bastante. Não sei se é o caminho, realmente", opinou.

Para Menon, o Tricolor até teve nomes interessantes para a posição em um passado recente, mas desperdiçou a chance de aproveitá-los. "O torcedor do São Paulo tem que lamentar porque tinha Pratto e Gilberto e não soube trabalhar direito com esses dois, que poderiam ter jogado no São Paulo mais do que jogaram. O Gilberto foi um desperdício. O clube não soube lidar e ele não quis ficar na reserva. Agora ele está no Bahia e tem feito gols em todos os times que joga. Pelo que vemos jogar, ele caberia facinho no São Paulo", comentou.

O título do Paulistão pode ter dado a falsa impressão de que estava tudo bem com o ataque, como destacou Carvalho. "Talvez o Paulistão possa ter passado uma imagem errada, porque o São Paulo foi um dos melhores ataques. O Eder fez poucos gols e é titular absoluto. O Pablo reveza entre não ser utilizado por semanas e é titular quando o time é misto. O Marquinhos está ganhando cada vez mais chance. A própria diretoria afirma que busca um centroavante desde o começo da temporada. O planejamento passava por um centroavante, que ainda não acharam", finalizou.

Ouça o podcast UOL São Paulo e confira o debate sobre como as frequentes lesões também atrapalham o rendimento da equipe.

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas de distribuição de áudio. Você pode ouvir UOL São Paulo, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Amazon Music e YouTube.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL