PUBLICIDADE
Topo

Podcast

UOL São Paulo

O podcast para o torcedor tricolor


OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

UOL São Paulo #33: Ceni devolveu confiança aos jogadores do Tricolor

Do UOL, em São Paulo

19/10/2021 16h00

Bastaram apenas dois jogos sob o comando de Rogério Ceni para o clima mudar no São Paulo, principalmente após a vitória por 1 a 0 no clássico contra o Corinthians, nesta segunda-feira (17). O temor pela proximidade da zona de rebaixamento deu lugar à empolgação, e permite a torcida voltar a sonhar com uma vaga na Libertadores.

No podcast UOL São Paulo #33 (ouça na íntegra no episódio acima), o apresentador Vanderlei Lima, o colunista Arnaldo Ribeiro e o repórter Brunno Carvalho analisaram as mudanças ocorridas no Tricolor com a saída de Hernán Crespo e a chegada de Rogério Ceni. Apesar do entusiasmo e com a esperança renovada de classificação para a Libertadores, eles destacaram que a equipe ainda apresenta problemas.

"Vejo o São Paulo um pouco diferente nestas duas partidas em diversos aspectos. No tático, Rogério colocou quatro jogadores no meio de campo e insistiu em uma formação. Contra o Corinthians, ele substituiu o suspenso Miranda pela Arboleda. A principal mudança da saída do Crespo para o Rogério foi a devolução da confiança a boa parte dos jogadores", comentou Ribeiro.

Na opinião de Ribeiro, até o técnico argentino estava sem confiança em seus últimos momentos no clube. "Muito se fala quando um time troca de técnico 'por que os jogadores não corriam tanto antes? '. Acho que os jogadores do São Paulo estavam correndo errado e sem confiança. Não que eles não estivessem se esforçando. Basta ver na partida contra o Santos, ainda sob o comando do Crespo, em que o São Paulo jogou com até quatro atacantes, a devoção dos jogadores em campo. Só que faltava confiança ao próprio Crespo. Dava para ver isso naquele momento. E não é perder o grupo. Vai além. É mais sutil. O Rogério, que entende muito bem o São Paulo, tem mais rapidez para sacar", avaliou.

Arnaldo destacou outro fator importante para a volta por cima do São Paulo: a força das arquibancadas. "Essa reação, com o torcedor no estádio contra o Corinthians, que é o rival de que ele tem mais sede, é quase automática. É simplesmente se conectar ao torcedor. E isso aconteceu desde o apito inicial ao final. O São Paulo, com os mais experientes e os mais novos, conectou-se ao torcedor e jogou um clássico, enquanto o Corinthians fez uma partida qualquer", enfatizou.

Carvalho acredita que a vitória no clássico também tranquiliza a torcida. "A torcida já veio naquele embalo do começo do jogo e isso animou muito. O que me impressionou, e isso vem por causa dessa temporada muito desequilibrada do São Paulo, era como a torcida estava impaciente mesmo quando estava ganhando e controlando o Corinthians, que só assustou no final. Mesmo assim, a cada erro do São Paulo, era um grito como se o time estivesse atrás no placar. A atmosfera vai começar a mudar agora. Ao vencer o clássico, volta a confiança de que o São Paulo pode ficar melhor do que estava antes", apontou o repórter.

Apesar dos pontos positivos, Ribeiro lembrou que o Tricolor ainda tem muito trabalho a fazer. "Os problemas do São Paulo na temporada apareceram de novo: a questão física, as lesões... Tem um monte de coisa. Aqueles três pontos nos clássicos mascaram ou revigoram várias situações. O São Paulo pode viver desse jogo talvez uma nova etapa nessa reta final. Quem sabe, pode de fato sonhar com vaga em Libertadores. Até então, era uma luta contra o rebaixamento", concluiu.

Ouça o podcast UOL São Paulo e confira também a análise sobre a evolução de Igor Gomes, destaque no Majestoso e que estava em baixa no elenco são-paulino.

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas de distribuição de áudio. Você pode ouvir UOL São Paulo, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Amazon Music e YouTube.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL