PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2021

São Paulo vence a primeira, deixa o Z-4 e mantém o jejum do Inter em casa

Brunno Carvalho

Do UOL, em São Paulo

07/07/2021 23h25

Classificação e Jogos

Defender como time pequeno e atacar como time grande. Foi isso que Hernán Crespo disse que o São Paulo precisava fazer para conquistar a primeira vitória no Brasileirão. Mas o que se viu na noite de hoje (7), no Beira-Rio, foi um time dominante, que não deu espaço ao Internacional. O resultado final mostrou o que foi a partida: 2 a 0, gols de Rigoni e Igor Gomes.

A vitória tira o São Paulo da zona de rebaixamento da competição. A equipe chegou aos oito pontos e pulou para a 16ª colocação. Essa foi a primeira partida comandada por Hernán Crespo depois de três jogos de ausência devido à covid-19.

Mesmo com a vitória, os problemas físicos seguem assombrando o São Paulo. Rigoni sentiu a coxa ainda no primeiro tempo e Bruno Alves deixou a partida após Rodrigo Lindoso cair em cima de sua perna.

Estacionado na 14ª colocação com dez pontos, o Internacional mantém um incômodo jejum de dois meses sem vencer dentro de casa. A última vitória dentro do Beira-Rio aconteceu no dia 8 de maio, quando bateu o Juventude por 4 a 1, na semifinal do Gauchão. Desde então, foram quatro derrotas e três empates dentro de seus domínios.

O São Paulo volta para casa para enfrentar o Bahia no domingo (11), às 16h (de Brasília). Já o Inter fará o clássico contra o Grêmio, fora de casa, um dia antes, às 16h30.

Quem foi bem: Rigoni

Rigoni comemora gol pelo São Paulo sobre o Inter - Pedro H. Tesch/AGIF - Pedro H. Tesch/AGIF
Imagem: Pedro H. Tesch/AGIF

O atacante argentino precisou de apenas 45 minutos para ser o melhor jogador em campo. Além do gol marcado, Rigoni conseguiu incomodar o Internacional mesmo machucado. Em seu último lance em campo, obrigou Daniel a fazer uma boa defesa após uma cabeçada.

Quem foi mal: Lucas Ribeiro

Lucas Ribeiro, zagueiro do Inter, durante a partida contra o São Paulo - Ricardo Duarte/Internacional - Ricardo Duarte/Internacional
Imagem: Ricardo Duarte/Internacional

Escalado no lugar do suspenso Cuesta, o zagueiro teve dificuldades para se entender com Pedro Henrique. As principais chances do São Paulo no primeiro tempo saíram com bolas longas, que passavem entre os dois marcadores. Lucas Ribeiro deixou a partida no intervalo, dando lugar a Saravia.

Rigoni brilha antes de se machucar

O argentino Emiliano Rigoni foi o grande destaque do primeiro tempo. Aproveitando a desorganização da defesa gaúcha, o argentino finalizou cinco vezes em 45 minutos. Em duas delas, mandou a bola para o fundo das redes de Daniel. A arbitragem, no entanto, anulou uma por impedimento.

O lance que valeu aconteceu logo no segundo minuto de partida. Bruno Mendez perdeu a bola no meio de campo, e Eder recuperou para enfiar um belo passe em profundidade para Rigoni. O argentino driblou o goleiro Daniel, fingiu que ia cruzar para a área e chutou para o gol vazio.

A defesa do Inter continuou sofrendo com os passes em profundidade, e Rigoni quase aproveitou aos 14 minutos. Daniel Alves lançou o argentino nas costas de Pedro Henrique. O atacante dominou e soltou a bomba para balançar as redes. Ele, no entanto, estava ligeiramente à frente de Bruno Mendez, e o lance foi anulado.

Na parte final do primeiro tempo, contudo, o argentino começou a sentir um incomodo na coxa. Ele permaneceu em campo até o intervalo, quando foi substituído por Vitor Bueno. Seu companheiro de ataque, Eder, também saiu junto, dando lugar a Rojas.

Inter melhora e perde duas chances de empatar

Com dificuldade para acertar a marcação, o Inter começou a se encontrar na partida a partir dos 20 minutos do primeiro tempo. Foi nesse momento que criou as duas melhores chances na etapa inicial, sempre aproveitando as costas do lateral Welington.

O primeiro lance aconteceu justamente aos 20 minutos. O Inter recuperou a bola na saída do São Paulo e Patrick encontrou Caio Vidal no espaço deixado entre Léo e Welington. O jogador colorado, no entanto, chutou por cima do gol de Volpi.

Três minutos depois, o Inter partiu em contra-ataque e chegou a ficar com três atacantes contra dois defensores do São Paulo. A bola chegou em Rodrigo Dourado no lado esquerdo, que chutou para a boa defesa de Tiago Volpi.

Maurício se machuca ainda no primeiro tempo

O Inter teve um problema de lesão ainda no primeiro tempo. O meia Maurício ficou no chão após uma jogada com Bruno Alves, que o árbitro Bruno Arleu de Araujo entendeu como não sendo falta. O jogador reclamou de muitas dores no tornozelo e acabou sendo substituído por Boschilia.

Aguirre tenta corrigir a defesa

Com a suspensão de Cuesta, o Inter apresentou muitas dificuldades para encaixar a marcação com Lucas Ribeiro e Pedro Henrique como dupla de zaga. O São Paulo levou muito perigo no primeiro tempo com bolas longas, que passavam com facilidade entre os dois.

No segundo tempo, o técnico Diego Aguirre tentou consertar o problema com alterações. Lucas Ribeiro não voltou para a partida, dando lugar a Saravia. O argentino passou a atuar como lateral-direito e Bruno Mendez, antes na lateral, foi para a zaga, sua posição de origem.

Igor Gomes: de esquecido a titular com golaço

Igor Gomes, do São Paulo, comemora após golaço contra o Inter - Pedro H. Tesch/AGIF - Pedro H. Tesch/AGIF
Imagem: Pedro H. Tesch/AGIF

As mudanças do Inter não tiveram tempo para mostrar resultado. Logo aos 8 minutos, Igor Gomes marcou um golaço que tranquilizou o São Paulo na partida. Após cobrança de falta de Daniel Alves, Pedro Henrique cortou de cabeça e a bola sobrou para o meia são-paulino mandar, de voleio, para o fundo das redes.

O gol coroou o retorno de Gomes. Ele atuou apenas 75 minutos nas últimas cinco partidas do São Paulo. Contra o Inter, começou como titular no lugar de Benítez, poupado por questões físicas.

Yuri Alberto se irrita com substituição

Diego Aguirre mexeu no time do Inter logo após o segundo gol marcado pelo São Paulo. Palacios entrou no lugar de Patrick e Thiago Galhardo substituiu Yuri Alberto. O atacante deixou o campo muito irritado com a substituição e chegou a chutar um copo de água, posicionado à beira do gramado.

FICHA TÉCNICA
INTER 0 X 2 SÃO PAULO


Motivo: 10ª rodada do Brasileirão
Data e hora: 7 de junho de 2021, às 21h30 (de Brasília)
Local: Estádio Beira-Rio (RS)
Árbitro: Bruno Arleu de Araujo (RJ)
Auxiliares: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa e Michael Correia (ambos RJ)
Árbitro VAR: Diogo Carvalho Silva (RJ)
Gols: Rigoni (2'/1ºT) e Igor Gomes (8'/2ºT), para o São Paulo
Cartões amarelos: Paulo Victor, pelo Inter; Bruno Alves, Léo e Igor Gomes, pelo São Paulo
Cartões vermelhos: -

INTER: Daniel; Bruno Méndez, Pedro Henrique, Lucas Ribeiro (Saravia), Paulo Victor; Rodrigo Dourado (Rodrigo Lindoso), Johnny, Caio Vidal, Maurício (Boschilia), Patrick (Palacios); Yuri Alberto (Thiago Galhardo).

SÃO PAULO: Volpi; Arboleda, Bruno Alves (Diego Costa), Léo; Daniel Alves, Rodrigo Nestor (Liziero), Luan, Igor Gomes (Talles), Welington; Rigoni (Vitor Bueno) e Eder (João Rojas).