PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Mauro Cezar: Talvez não seja a melhor maneira, mas enfim alguém peita a CBF

Do UOL, em São Paulo

11/06/2021 17h45

A Copa América começa no domingo e durante um mês desfalcará alguns clubes brasileiros, com o Flamengo liderando a lista com quatro jogadores, além de Atlético-MG, Palmeiras, Internacional, Grêmio, São Paulo e Corinthians, e a direção do clube rubro-negro decidiu acionar o STJD para tentar a paralisação do Campeonato Brasileiro, já que não teve sua solicitação atendida pela CBF.

No podcast Posse de Bola #133, Mauro Cezar Pereira afirma que é positivo ver alguém peitando a CBF de alguma forma pelos desfalques causados pelas seleções, principalmente a seleção brasileira, pelo fato de o calendário no país não parar durante as datas Fifa, ainda que a maneira com a qual o clube tenta fazer isso possa ser questionada.

Mauro explica que a alegação do Flamengo, além do desfalque de jogadores, é a perda de mando de campo, o que não ocorre com outros clubes, com a direção rubro-negra destacando o princípio da isonomia dos regulamentos da CBF.

"São contraditórios e usam meios que a gente questiona, como essa aproximação com o presidente no ano passado, óbvio. Ao mesmo tempo, se eu critico tanto a subserviência dos clubes, eu não posso ser contra um clube ir contra a CBF porque perde jogadores, porque o calendário é uma porcaria, porque ela vai e faz um calendário por conta dos estaduais que incham o dito cujo, não sobram datas para que os clubes tenham folga durante as competições de seleções, como acontece na Argentina, na Europa, em praticamente todo o mundo", diz Mauro.

"Se o clube toma uma atitude, eu não posso ser totalmente contra. Talvez a maneira não seja a melhor, talvez os meios adotados lá atrás para outro tipo de pressão não sejam corretos, de fato, na minha opinião, não foram. Mas alguém peitar a CBF eu acho bom, enfim, alguém tem que peitar a CBF de uma forma ou de outra, alguém tem que questionar o calendário", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol