PUBLICIDADE
Topo

Futebol

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Mauro Cezar: Flamengo precisa de uma reformulação criteriosa no elenco

Do UOL, em São Paulo

28/02/2021 04h00

O Flamengo conquistou o título brasileiro sob o comando do técnico Rogério Ceni, que poderá ter mais tranquilidade para a sequência do trabalho em uma nova temporada, após as críticas de parte da torcida durante a campanha e as frequentes comparações com o time que foi dominante com Jorge Jesus em 2019.

No podcast Posse de Bola #103, Mauro Cezar Pereira lembra que Rogério assumiu o Flamengo com a temporada em andamento, às vésperas de um confronto eliminatório pela Copa do Brasil, mas agora terá tempo para adaptar o time ao seu modo, podendo inclusive promover uma reformulação no elenco após o rendimento de alguns jogadores abaixo do esperado.

"Agora ele vai ter o Campeonato Carioca, pode fazer um planejamento, eu acho que o Flamengo precisa de uma reformulação no elenco, acho que em alguns momentos alguns jogadores parecem mais acomodados, acho que alguns jogadores já não têm rendimento físico, o time estava morto de novo contra o São Paulo no segundo tempo, talvez a média de idade tenha que ser reduzida, tem uma série de questões aí que têm que ser estudadas", afirma o jornalista.

Em relação aos pedidos pela volta de Jorge Jesus, Mauro Cezar afirma que eles não fazem sentido no momento em que há outro técnico trabalhando no Flamengo, com um título conquistado, enquanto o português não dá nenhuma garantia de que possa repetir os feitos de sua passagem pela Gávea, inclusive passando por um momento de grande pressão no Benfica, em Portugal, devido aos maus resultados.

"Acho que a discussão sobre o Jesus beira o ridículo, primeiro que o Jesus está fazendo um trabalho muito ruim lá em Portugal, segundo que não existe a possibilidade de você ter certeza de que ele vá chegar aqui e tudo vai correr como em 2019. Pode dar tudo errado, como o Luis Filipe Vieira, presidente do Benfica, contratou, chegou lá e deu tudo errado. Estão loucos para se livrar do homem lá, tem buzinaço contra ele", diz Mauro Cezar.

"As pessoas ficam nesse fetiche, como se trazer o português fosse resolver tudo. Ele tem contrato com o Benfica, e outra coisa, quanto ele vai querer ganhar? E o clube, o Flamengo, como todos os demais, tem que se adequar a uma nova realidade, é mais uma temporada sem público, com receitas menores, elenco muito caro, então não faz sentido", completa.

Para o jornalista, o que a direção rubro-negra tem a fazer é dar sequência para o trabalho de Rogério Ceni, considerando o período para que ele possa treinar o time, aproveitando os jogos mais fáceis do Campeonato Carioca para fazer experiências.

"O Rogério tem que seguir o trabalho dele, agora com condições até melhores, não só pelo título, mas vai pegar aqui a pré-temporada, vai pegar o período de Campeonato Carioca, mesmo amontoado aí com outras competições e tudo mais, evidentemente é um cenário mais favorável, até para fazer experiências outras com relação à montagem da equipe contra adversários mais fracos, como todo mundo vai ter durante o estadual", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol