PUBLICIDADE
Topo

Futebol

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Mauro: Sampaoli no Atlético-MG foi um fiasco e o adeus um tanto patético

Do UOL, em São Paulo

24/02/2021 04h00

O técnico Jorge Sampaoli anunciou sua saída do Atlético-MG a um jogo do fim de uma temporada que teve a conquista do título mineiro, mas terminou sem o título do Brasileirão, que era a expectativa do torcedor após a chegada do argentino e de diversos reforços que foram pedidos por ele, mas que não foram suficientes para estar brigando pela taça nas rodadas finais.

No podcast Posse de Bola #102, Mauro Cezar Pereira afirma que Sampaoli segue sendo um bom técnico, mas teve uma passagem decepcionante pelo clube mineiro, depois do vice-campeonato brasileiro com o Santos na temporada anterior, quando teve condições inferiores, além de se despedir sendo expulso na vitória sobre o Sport.

"Esse ano no Atlético-MG foi um fiasco, porque o Atlético-MG contratou o Sampaoli para ser campeão brasileiro, e fez várias contratações de jogadores atendendo pedidos do Jorge Sampaoli. E o Atlético-MG está precocemente fora da briga, matematicamente o Atlético-MG está fora da briga desde o meio da semana, mas ele já está fora da briga há muito tempo, na prática, se você analisar o que vinha já acontecendo. E aí, mais essa patacoada final", diz Mauro Cezar.

"Ele é um bom técnico? Acho ele um ótimo técnico, mas é uma figura muito controversa, é um cara complicado no relacionamento, repito, várias pessoas do Santos, do Atlético-MG e lá da Argentina falam sobre isso já há muito tempo, que ele não é fácil de lidar, mas eu achei muito melancólica sua participação nessa temporada no Galo e esse adeus um tanto quanto patético até", completa.

O jornalista afirma que caberá agora ao Atlético-MG contratar um treinador que possa aproveitar o elenco deixado por Sampaoli, com jogadores que ainda nem atuaram com o argentino, como o atacante Hulk e o meia Nacho Fernandez, contratados no final da temporada visando as competições de 2021.

"O Atlético-MG vai ter que encontrar um treinador que tenha a capacidade de herdar esse elenco e transformar numa equipe, o Nacho Fernandez está chegando para o Galo, e nem vai trabalhar com o Sampaoli. É ótimo jogador, mas o técnico que vai chegar tem que mostrar, ‘seguinte, temos que fazer um bolo aqui, esses são os ingredientes’, que não dá para o Atlético-MG agora sair negociando todo mundo e trazer outros caras", afirma Mauro.

"Já pensou? Chega um outro técnico ‘não quero o Zaracho, não quero o Nacho, não quero o Keno, não quero o Vargas, não quero o Hulk e nem quero o Júnior Alonso, muda tudo'. Não dá. E olha, o elenco é bom, o técnico que assumir, tem que pensar 'tenho essa galera aqui', de repente vai trazer um jogador ou outro, ok, mas tem que pensar nisso, um técnico capaz de utilizar esses atletas, esse elenco e formar uma equipe mais confiável do que a do Sampaoli", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol