PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Mauro: "Fluminense, dentro da sua realidade, está fazendo mais que o Galo"

Do UOL, em São Paulo

25/11/2020 04h00

O Fluminense voltou a se aproximar dos líderes do Campeonato Brasileiro ao vencer no último domingo o Internacional no Beira-Rio, após uma boa campanha no primeiro turno da competição que é a única que o clube carioca tem a disputar até o final da temporada, assim como o atual líder Atlético-MG.

No podcast Posse de Bola #76, Mauro Cezar Pereira faz uma comparação das condições de Fluminense e Atlético-MG e afirma que a campanha do tricolor carioca é acima da expectativa, enquanto a do clube mineiro decepciona em relação ao que se espera do time treinado por Jorge Sampaoli.

"O Fluminense, assim como o Atlético-MG, é um time que só disputa uma competição, mas o Fluminense, ao contrário do Atlético-MG, não tem as contratações, o Fluminense já viveu esse momento de mecenato com alguém contratando jogadores a rodo, não é mais a realidade tricolor, o Atlético-MG tem essa situação, acabou de chegar lá o Vargas, Zaracho, dois gringos, um argentino e um chileno”, diz Mauro Cezar.

"O Fluminense não tem essa possibilidade, então se você analisar dois clubes que estão disputando, dois clubes grandes, só o Brasileiro, sem outras competições, o Fluminense na sua realidade, embora tenha perdido para o Palmeiras e para o Grêmio, o Grêmio em casa, de fato, ele está fazendo mais do que o esperado, o Atlético-MG, de fato, deve”, completa.

Embora o time atleticano esteja na liderança do Campeonato Brasileiro, o jornalista afirma que ele tem perdido oportunidades de abrir distância e isso pode acabar custando caro ao final da competição na qual busca encerrar o jejum vivido após o título de 1971.

"O Atlético-MG eu acho que perdeu até aqui, não significa que não vá ser campeão, óbvio que a gente não sabe, mas perdeu uma chance de abrir uma vantagem de fato, de abrir uma vantagem com relação ao São Paulo com os jogos atrasados, que mesmo o São Paulo vencendo essas partidas não pudesse alcançá-lo e, com relação ao Flamengo, ao Inter e aos demais”, diz Mauro Cezar.

"Nos últimos oito jogos do Atlético-MG, foram 9 pontos em 24 possíveis, dá 37,5%, é muito pouco, o Atlético-MG ficou quatro jogos sem vencer, venceu o Flamengo por 4 a 0, ganhou do Corinthians em São Paulo, e depois disso, e o detalhe, você olha a escalação do Atlético-MG, do time desfalcado pela covid, e não é um time tão enfraquecido como o Palmeiras que jogou contra o Goiás e como o Flamengo que andou jogando contra o Palmeiras e outros. Apesar de os elencos de Flamengo e Palmeiras serem mais robustos, o Atlético-MG não ficou tão desfigurado assim”, conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol