PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Juca Kfouri: "Corinthians habitualmente não sabe tratar os seus ídolos"

Do UOL

Em São Paulo

13/01/2020 14h22

O técnico Tiago Nunes chegou no Corinthians promovendo uma série de mudanças e, logo em sua apresentação, disse que não contaria com alguns jogadores como Jadson e Ralf, um dos principais ídolos do clube na última década. Durante o segundo bloco do podcast Posse de Bola #15: "Flamengo está fazendo o que o Palmeiras fez com Mattos", os jornalistas debateram se esta foi a melhor forma de se despedir de um jogador que foi importante.

Juca Kfouri chamou a atenção que o clube tem um histórico ruim com seus ídolos e apontou para o risco de que Cássio possa futuramente deixar o Corinthians imaginando que também possa passar pela mesma situação de Ralf.

"O Corinthians habitualmente não sabe tratar os seus ídolos e isso não é grave apenas em relação ao ídolo que está indo embora, é grave em relação ao ídolo que está no time, ou seja, o Cássio é capaz de olhar para o que aconteceu com o Ralf e dizer 'amanhã podem fazer igual comigo'. E isso é a pior das situações. Não se faz isso, não precisava o Tiago Nunes fazer isso", disse Juca.

"Não importam os bastidores nessa hora, estou tratando como instituição, o que representa o Ralf na história do Corinthians. O Ralf é um dos jogadores mais bem-sucedidos na história do Corinthians, o cara tem oito títulos importantes na carreira dele no Corinthians", completou o jornalista.

Paulo Vinícius Coelho, o PVC, que participou como convidado do 15º episódio do podcast, também criticou a diretoria do Corinthians por ter avisado apenas aos representantes dos jogadores que o clube não contaria com eles e não os chamou para informar pessoalmente.

"Acho que o Tiago tem o direito de montar o time dele. O que eu acho que foi mal gerida foi, é chocante saber que vem do Corinthians a informação de que a diretoria avisou os agentes do Ralf e do Jadson que eles estavam fora dos planos, avisou em dezembro", disse PVC.

"Por que você não chama o cara na sua sala e fala: 'Ralf, eu quero agradecer, não vai acontecer de você permanecer ano que vem porque o Tiago Nunes pensa o futebol de uma maneira diferente, ele não vai contar com você no elenco. A entrevista coletiva, primeira do ano, vai ser com você e com o Jadson, vocês vão receber uma placa em homenagem a tudo o que vocês fizeram aqui. Jogar vocês não vão mais jogar porque vamos montar um outro time'. Aí se justifica que se pode dispensar o Ralf da maneira que dispensou porque quando ele foi para a China em 2016, ele também não disse tchau. O problema não é como vão se comportar comigo, o meu problema é como eu me comporto com você", completou.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol