Topo

Esporte


Neymar antecipa apresentação à seleção e admite que pressão será grande

26/05/2019 11h37

(Reuters) - O atacante Neymar antecipou sua apresentação à seleção brasileira do Brasil para a Copa América, reconhecendo que a pressão para conquista da competição será grande, mas disse estar preparado.

O jogador, que chegou no sábado à Granja Comary para a preparação para a competição, tentará recuperar seu prestígio junto ao técnico Tite, que ficou incomodado com a agressão do craque a um torcedor após a perda na Copa da França.

"Estava louco para incorporar no time, na equipe. O foco é cem por cento. Estou feliz. Feliz de estar chegando", disse ele à CBF TV.

O jogador chegou à Granja Comary de helicóptero chamando a atenção dos moradores do condomínio onde fica a concentração da seleção brasileira. Na parte da tarde, o atacante já participou da atividade comandada pelo aniversariante Tite.

O jogador só iria se apresentar à seleção na próxima semana mas Neymar conseguiu liberado pelo seu clube, o PSG.

Neymar disse em entrevista à CBF TV que está preparado para a pressão da seleção brasileira e que vai tentar o título da Copa América, em casa.

"Pressão é grande, mas quando o time encaixa com a torcida não tem como segurar", disse.

"Já joguei duas competições aqui e já vivi o lado ruim e o maravilhoso, e espero que a gente possa se encaixar com a torcida, com o povo e fazer uma grande Copa América", adicionou ele, ao se referir aos títulos da Copa das Confederações de 2013, à medalha de ouro em 2016 e ao fracasso no mundial de 2014.

Neymar também corre o risco de perder a braçadeira de capitão da seleção.

O Brasil teve desempenho questionável nos amistosos deste ano com Panamá e República Tcheca, depois de cair nas quartas de final na Copa da Rússia.

Antes da Copa América, o Brasil faz amistosos em junho contra Quatar e Honduras. A estreia na Copa América será contra a Bolívia no dia 14 de junho.

O grupo brasileiro na Granja só estará completo após a final da Liga dos Campeões da Europa, quando Alisson e Roberto Firmino, do Liverpool, vão estar à disposição.

(Por Rodrigo Viga Gaier)

Mais Esporte