PUBLICIDADE
Topo

Fluminense

Presidente do Flu confirma conversas com banco BTG para se tornar SAF

Mário Bittencourt, presidente do Fluminense - Mailson Santana/Fluminense FC
Mário Bittencourt, presidente do Fluminense Imagem: Mailson Santana/Fluminense FC

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

22/05/2022 14h20

O presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, falou sobre a SAF (Sociedade Anônima do Futebol) no clube tricolor. Durante o evento "Tricolor em Toda Terra", antes da partida contra o Fortaleza hoje (16), o mandatário tricolor falou sobre conversas com o banco de investimentos BTG Pactual e adiantou que há reuniões com executivos. No entanto, fez algumas ponderações e ainda acredita que clube valha por volta de R$ 2 bilhões.

"Existe a questão da SAF, de um estudo sobre, no futuro, o Fluminense poder ou não, dever ou não, se transformar numa SAF seja ela com o investidor tendo o controle ou não. Por exemplo, o Athletico defende a instituição de uma SAF, mas com o clube tendo o controle. O Bahia, possivelmente, fechando com o Grupo City também será. O que ouvimos de principal do banco BTG em uma primeira conversa foi que não há sentido em fazer nenhuma mudança nesse momento se não houver uma liga no futuro", disse Mário, que complementou:

"Os clubes estão sendo vendidos, em média, entre R$ 400, 500, 600 milhões. O Fluminense, só nos últimos cinco ou seis anos, só em venda de jogadores, vendeu algo em torno de R$ 650 milhões. A nossa diferença para os outros é que temos uma base formadora muito boa e conseguimos, obviamente, nos manter de pé", explica.

Ainda de acordo com Mário Bittencourt, "não existe nenhum número, é uma situação hipotética, o estudo não está pronto, mas o Fluminense não vale menos de R$ 2 bilhões na nossa cabeça, sem fazer um estudo e na cabeça da instituição financeira também".

Fluminense