PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Robson Conceição critica árbitros e detona Valdez: "Quero bater muito nele"

Robson Conceição durante luta contra mexicano Oscar Valdez - Mikey Williams/Top Rank Inc / Colaborador /  Getty Images
Robson Conceição durante luta contra mexicano Oscar Valdez Imagem: Mikey Williams/Top Rank Inc / Colaborador / Getty Images

Carlos Antunes, no Rio de Janeiro (RJ)

Ag. Fight

18/09/2021 05h00

No último dia 10 de setembro, Robson Conceição teve a oportunidade de conquistar o cinturão dos superpenas do Conselho Mundial de Boxe (WBC), em confronto com o campeão Óscar Valdez. No entanto, embora tenha feito uma boa apresentação, o pugilista saiu com a derrota por decisão unânime dos jurados. Resultado que gerou revolta na equipe do baiano e, inclusive, ganhou repercussão no mundo da nobre arte.

De volta ao Brasil e de cabeça mais tranquila, Robson atendeu com exclusividade a reportagem da Ag. Fight (clique aqui) para analisar o seu confronto e a decisão dos árbitros. O campeão olímpico da Rio 2016 se mostrou indignado pelo resultado e pela forma como foi dada a vitória para o mexicano. Sem papas na língua, o baiano disparou contra os jurados, mas prometeu não se abalar com o episódio.

"Tive uma grande decepção e a surpresa do resultado ir para o Valdez e ainda por cima de forma unânime. Ele me espancou então. Não é possível. É o mundo obscuro do boxe, tenho que superar isso, dar a volta por cima e chegar mais forte. (A torcida) influenciou e muito (na decisão dos árbitros), mas não deveria. Os árbitros tinham que ser imparciais, não irem para nenhum lado. Eles foram muito mafiosos, pessoas de índoles corretas nunca fariam isso. Eles por decisão própria mudar o resultado da luta assim", afirmou.

Dias depois do confronto, Sergio Batarelli - empresário do pugilista baiano - apresentou uma queixa junto à WBC protestando contra a atuação dos juízes laterais, que apontaram vitória unânime do campeão em suas papeletas, e exigindo uma revanche imediata. Questionado sobre o que lhe faria ficar com um sentimento de justiça em relação a luta, Robson destacou seu desejo de enfrentar novamente Valdez e explicou porque não gostaria de ganhar o título no 'tapetão'.

"Mudar o resultado eu não quero. Anular a luta talvez seria possível ou uma revanche com ele. Não queria reverter o resultado porque eu quero sair de cima do ringue como cinturão mundial. Não quero receber via SEDEX. Quero descer do ringue com o cinturão, chegar no Brasil com ele, com a galera que gosta de mim com o título", declarou.

Além da postura dos árbitros, Robson Conceição também ficou indignado com a atitude de Valdez. Se antes da luta o mexicano já tinha incomodado o brasileiro, pelo fato de ter caído em um teste antidoping e, mesmo assim, ter sido liberado para atuar, as declarações do campeão, acusando o medalhista olímpico de ter 'corrido' da luta, irritaram. Por isso, o baiano, caso consiga a revanche, já deu um alerta ao desafeto.

"(Se tiver a a revanche) A estratégia será a mesma, só que dessa vez eu vou bater muito mais nele do que nessa primeira luta agora. Seria uma boa nocautear ele, mas eu não quero. Quero bater muito nele. Virou algo pessoal. Antes eu tinha muito respeito pelo Óscar Valdez, respeito pelo o que tinha feito, conquistado dois cinturões, mas depois desse fato, do doping e da reação depois da luta, isso me dá um motivo pessoal de lutar com ele de novo, para mostrar que somos e sempre seremos superiores a ele", concluiu.

MMA