PUBLICIDADE
Topo

MMA


Borrachinha desafia Adesanya: "Se quiser provar que é campeão, lute comigo"

Carlos Antunes, no Rio de Janeiro (RJ)

Ag. Fight

08/01/2020 06h00

Atual número dois do ranking do peso-médio (84 kg) do UFC, Paulo 'Borrachinha' segue em recuperação de uma cirurgia no bíceps, feita em outubro de 2019. O lutador, que era apontado como principal desafiante ao cinturão da categoria segue atento aos desdobramentos da divisão e as ações do detentor do título Israel Adesanya. Sem papas na língua, o atleta tupiniquim não deixou de criticar o nigeriano e afirmou que não o considera campeão.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag.Fight, o brasileiro destacou que sua reabilitação da cirurgia está um sucesso e pretende estar em ação novamente em abril. Dessa maneira, o peso-médio questionou o fato do africano mirar um duelo contra Yoel Romero para março, no UFC 248, já que poderia estar apto um mês depois.

"Eu já ganhei do Romero, não faz sentido essa luta acontecer. Não vejo nenhum sentido se casarem essa luta. Em abril, no máximo maio eu posso estar lutando. Um mês justifica? Acho que não justifica colocar um cara para lutar pelo cinturão por causa de um mês. Talvez tenha um mal entendido. É falta de informação, de conhecimento do UFC em relação a minha lesão, minha possibilidade de volta", explicou, antes de provocar Adesanya.

"Mas para ser bem sincero, não estou preocupado em lutar rápido. Quem tem que esperar por mim é o Adesanya. Ele precisa provar que é um campeão ou não. Não ganhou de ninguém ainda. Se ele quiser realmente provar que é um campeão, lute comigo. Ele não é ninguém, não o respeito como campeão. Nunca provou que é um cara dominante na categoria. Me parece que ele não tem a confiança necessária para mostrar que é o campeão de verdade", disparou o mineiro, que acumula cinco triunfos seguidos no Ultimate, sendo quatro por nocaute.

Desde que começou a ganhar destaque no Ultimate, Israel Adesanya fez questão de provocar 'Borrachinha', que não demorou para rebater e tornar essa relação com um tom de inimizade. Questionado se o nigeriano assume apenas uma espécie de personagem para ganhar atenção, o brasileiro afirma que não enxerga dessa maneira, embora tenha voltado a mirar seu arsenal de provocações ao atual campeão, colocando a situação da categoria como exemplo.

"Ele é fanfarrão, gosta de dançar, chamar a atenção. Acho que não é marketing, ele é assim, acha legal e vai fazendo essa presepada toda. Mas a realidade é que a categoria está muito devagar, muito rasa, não tem grandes nomes. Os grandes nomes são eu e o Romero. Enquanto o Adesanya não lutar com um dos dois, não pode falar nada", disse.

Com 28 anos, Paulo 'Borrachinha' tem um cartel de 13 vitórias e nenhuma derrota. Das cinco lutas que possui no Ultimate, o lutador recebeu três prêmios. Dois por 'Performance da Noite' e um com a 'Luta da Noite'. A última vez que atuou foi em agosto de 2019, quando derrotou Yoel Romero por decisão dos jurados.

MMA