PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Vítima de agressões do marido, lutadora do UFC consegue medida restritiva

divulgação/UFC
Imagem: divulgação/UFC

Ag. Fight

20/11/2018 16h04

Rachael Ostovich, peso-mosca (57 kg) do UFC, conseguiu uma medida restritiva contra o marido, Arnold Berdon. A ação, concedida de maneira temporária, foi ajuizada na última segunda-feira (19) depois que a lutadora foi internada após ser vítima de violência doméstica. A informação é do site 'TMZ Sports'.

A atleta sofreu fratura do osso orbital, estrutura que circunda os olhos, e, segundo a publicação, acusa o marido de ser o responsável pelas agressões. O Departamento de Polícia de Honolulu, no estado americano do Havaí, já abriu uma investigação sobre o caso.

O 'TMZ' afirma ter entrado em contato com um familiar de Berdon, que apontou qual será a alegação do também lutador de MMA. De acordo com esta pessoa, que teria pedido para não ser identificada, o marido de Ostovich alegará que foi atacado primeiramente e que reagiu. Ainda segundo a fonte, o peso-galo (61 kg) está em busca de um advogado para defendê-lo.

Na noite da última segunda-feira (19), a SuckerPunch Entertainment, empresa que agencia a carreira de Rachael, informou que, devido às lesões que a lutadora sofreu, ela não poderá mais lutar contra Paige VanZant no dia 19 de janeiro. Elas seriam algumas das atrações do primeiro evento da nova parceria do Ultimate com a emissora americana 'ESPN'.

Ostovich, revelada pela 26ª edição do programa 'The Ultimate Fighter', tem quatro vitórias e quatro derrotas na carreira. Ela estreou no UFC em dezembro de 2017, finalizando Karine Gevorgyan, e lutou novamente em julho deste ano, perdendo para Montana De La Rosa.

Esporte