PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Neto defende 'desabafo' de Dudu e diz que Abel foi 'covarde'

Neto, no Os Donos da Bola, da TV Band - Reprodução/TV Band
Neto, no Os Donos da Bola, da TV Band Imagem: Reprodução/TV Band

Colaboração para o UOL, em São Paulo

22/09/2021 13h35

Apresentador e comentarista da TV Band, Neto criticou a postura do Palmeiras no segundo tempo do empate sem gols contra o Atlético-MG, ontem, pelo jogo de ida da semifinal da Copa Libertadores da América. Na opinião do ex-jogador, o técnico Abel Ferreira, da equipe paulista, foi "covarde" na etapa final ao não buscar o gol que colocaria o time em vantagem na disputa por uma vaga na final.

Neto ainda defendeu a atitude de Dudu, que saiu irritado de campo ao ser substituído, dizendo que Abel Ferreira voltou a substituir mal. Na manhã de hoje, o atacante usou seu perfil no Instagram para dizer que 'o Palmeiras está acima de todos' e cobrou 'reflexão' sobre o momento do time.

"O Dudu bravinho, eu acho que ele tem razão, porque o Abel mexe mal e tirou o melhor jogador em campo, que foi o Felipe Melo - monstro, melhor em campo, jogou muito. Pensando em jogar a final da Libertadores, a estratégia deu certo, mas ele foi covarde no futebol, porque ele entra com um time ofensivo, com Dudu, Veiga, Rony e Luiz Adriano, tem ultrapassagem do Piquerez - e os jogadores foram mal tecnicamente -, mas a minha cobrança foi a covardia no segundo tempo de não dar um chute no gol. Mesmo com a estratégia, se ele força um pouquinho, poderia ter uma vantagem de 1 a 0", continuou Neto.

"O Abel Ferreira teve uma visão de não tomar gol. Foi a estratégia dele. Jogou contra o Nacho, o Hulk, o fulano, o sicrano, um time que faz gol todo jogo. Ele quis ficar vivo para o segundo jogo. E conseguiu porque qualquer empate com gols dá Palmeiras, que é o atual campeão e é o vice-líder do Brasileiro", disse Neto no "Donos da Bola" de hoje.

Também presente na atração, o comentarista Souza corroborou Neto, afirmando que o Palmeiras tem elenco para ser mais agressivo mesmo contra adversários poderosos.

"Eu vejo um treinador covarde. Do meio para a frente, o Palmeiras tem um dos artilheiros da Libertadores, um cara que foi o melhor jogador do Brasil por três, quatro anos - Dudu -, e o cara vai se defendendo em um jogo contra o Atlético-MG", opinou Souza.

"Se você tem uma estratégia de se defender, já sai com um time defensivo, nem coloca o Dudu, coloca o Wesley para marcar lateral. Se ele entrar assim na volta, ele perde o jogo", complementou.

Estratégia bem sucedida

Apesar das críticas à estratégia de Abel Ferreira, Neto avaliou que o Palmeiras foi bem-sucedido no que se propôs a fazer, já que neutralizou o ataque do Atlético-MG durante todo o jogo.

"Mesmo com o pênalti, o Palmeiras neutralizou o Atlético. Qual defesa o Weverton fez? Não fez. Nenhum chute. Na verdade, foi um jogo corrido, de estratégia dos dois, com o Atlético indo para cima, mas é muito pouco para o Palmeiras", finalizou o apresentador.

UOL Esporte vê TV