PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Rodrigo Caio admite pênalti em Rony: "Errei ao puxar a camisa"

Rodrigo Caio, do Flamengo, em entrevista ao "Seleção SporTV" - Reprodução SporTV
Rodrigo Caio, do Flamengo, em entrevista ao 'Seleção SporTV' Imagem: Reprodução SporTV

Do UOL, em São Paulo

12/04/2021 14h54

O Flamengo conquistou o bicampeonato da Supercopa do Brasil ao vencer o Palmeiras na disputa de pênaltis - após empatar por 2 a 2 no tempo regulamentar.

O título rubro-negro poderia ter saído durante os 90 minutos, no entanto, na reta final da partida, o zagueiro Rodrigo Caio puxou a camisa do atacante Rony, do Palmeiras, dentro da área e Raphael Veiga igualou o marcador, levando a disputa para cobranças de penalidades máximas.

Em entrevista ao 'Seleção Sportv', Rodrigo Caio admitiu o erro que deu sobrevida ao Palmeiras no duelo.

"Eu acabei me desequilibrando na jogada e isso acabou me afetando. Eu tento colocar a mão no Rony para marcar o espaço. Mas como eu me desequilibrei, tomei essa atitude e errei ao puxar a camisa dele. Não sei se foi o suficiente para marcar o pênalti, mas é uma análise do árbitro e a gente tem que respeitar a decisão", disse Rodrigo Caio.

Com menos de dois minutos, Raphael Veiga abriu o placar e colocou o Palmeiras em vantagem. O zagueiro rubro-negro revelou que a forma como o Palmeiras iniciou o confronto surpreendeu a equipe carioca.

"Conversando com os companheiros, o Palmeiras surpreendeu a gente na forma agressiva que jogaram contra a gente. Nós entendemos que o Palmeiras é um time muito reativo. Acredito que no jogo de ontem, eles foram muito agressivos com movimentações e três jogadores muito rápidos na frente. A gente esperava que eles seriam muito agudos no último terço do campo e procurando espaços nas costas dos nossos jogadores. A movimentação deles sempre era essa. De alguma forma eles conseguiram nos surpreender. Eu não imaginava que o Palmeiras jogaria dessa forma. Mas acredito que conseguimos também anular isso, a grande característica deles, que é esse contra-ataque rápido", avaliou.

Rodrigo Caio parabenizou Raphael Veiga pelo belo gol marcado no início do duelo. Para ele, o recurso adotado pelo meio-campista alviverde deixou a defesa do Flamengo sem alternativas.

"É sempre muito difícil tomar um gol logo no início de uma partida tão importante. Com menos de dois minutos tomamos um gol em um jogo que valia título. Agora, precisamos dar os parabéns ao Raphael Veiga. Foi um belíssimo gol. Ele fez algo que ninguém estava esperando. Claro que depois do lance a gente fica pensando em várias soluções que poderiam ter evitado. Mas é um lance muito rápido e o mérito tem que ser dado ao Veiga porque ele surpreendeu todos nós. Mas acredito que o fator principal da equipe do Flamengo é a tranquilidade. A gente tomou o gol, e claro quer ficamos apreensivos, mas sempre mantivemos a calma e a tranquilidade porque a gente sabia que dependia da gente para reverter a situação. Aconteceu contra o Inter pelo Brasileirão, quando tomamos o gol logo no início e tivemos a tranqüilidade de construir nossa vitória. E ontem, contra o Palmeiras, não foi diferente. Tivemos paciência para impor o nosso ritmo, encontramos as melhores oportunidades, e poderíamos ter vencido a partida ainda no tempo normal. Nós somos um time confiante, um time que sabe o que quer e como vai fazer isso", completou.

Rodrigo Caio converteu a última penalidade das cobranças alternadas e deu ao Flamengo o segundo título consecutivo da Supercopa do Brasil. O atual Campeão Brasileiro já havia vencido o Athletico-PR na edição passada.

UOL Esporte vê TV