PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Agência convida Globo, Disney, Turner e SBT para licitação da Champions

Jogadores do Bayern pressionam Neymar na final da Champions - Pool/Getty Images
Jogadores do Bayern pressionam Neymar na final da Champions Imagem: Pool/Getty Images

Gabriel Vaquer

Colaboração para o UOL, em Aracaju

08/01/2021 04h00

A agência licenciada pela Uefa para venda de seus eventos, "Team", convidou emissoras e grupos de comunicação que atuam no Brasil para participarem da licitação da Champions League. O novo contrato valerá por três temporadas - entre 2021/2022 e 2023/2024. Dentre as que receberam o convite estão Globo, SBT, Turner e Disney.

O UOL Esporte apurou que a empresa espera proposta dos interessados até meados de fevereiro deste ano. Se essa rodada atender aos requisitos da entidade maior do futebol europeu, os vencedores serão confirmados em março. São três tipos de pacotes vendidos separadamente: TV aberta, TV por assinatura e streaming.

Os grupos convidados podem realizar proposta para todas as mídias. Outra possibilidade permitida é a associação de dois interessados para um plano de cobertura conjunto. Um exemplo: SBT e Disney podem se associar, se assim desejarem, para realizar uma proposta que divida o preço nos valores pagos e a cobertura jornalística planejada para a competição.

Em TV aberta, a Globo e o SBT foram convidadas. A emissora líder de audiência transmitiu a competição por quase dez anos e perdeu a Champions em 2018. Mesmo sem exibir jogos, a Globo ainda cobre o torneio em seus telejornais esportivos. Internamente, diretores sempre consideraram o retorno da Liga dos Campeões.

A novidade é o SBT. Voltando ao esporte com a compra da Libertadores da América em setembro de 2020 o canal de Silvio Santos mostrou vontade em exibir a competição. Porém, trata a situação com a mesma cautela que teve quando surgiu a possibilidade de negócio com a Conmebol. Como informou recentemente o colunista Rodrigo Mattos, do UOL, a UEFA quer uma TV aberta de volta para a Champions.

Briga entre Disney e Turner na TV por assinatura

Na TV por assinatura, como já era esperado, Disney e Turner estarão na disputa. A ESPN-Fox tem como prioridade o retorno da competição neste ano, muito por conta do novo planejamento esportivo que está em prática desde a aprovação da fusão entre os canais no Brasil. A Disney obteve os direitos da Champions por 20 anos e exibia o torneio na ESPN Brasil.

Já a Turner, atual exibidora junto com o Facebook, busca manter a sua "galinha dos ovos de ouro". Dona da Champions no Brasil desde 2015, a programadora da Warner Media aposta principalmente no alcance de audiência linear e digital que possui. Na temporada 2019/2020, a final entre PSG x Bayern marcou o maior número de Ibope da TV paga brasileira na história - 19,67 pontos de média com pico de 23,05 na medição do Painel Nacional de Televisão (PNT) - índice de audiência da TV medido pelo Ibope nas 15 principais regiões do Brasil. Outro ponto usado ao seu favor é a cobertura in loco, com diversos correspondentes internacionais nos principais centros do futebol europeu. A Turner entende que criou esse conceito no Brasil e que já tem uma tradição grande de como fazer a Champions com excelência.

Procuradas oficialmente pela reportagem, Disney, SBT e Turner preferiram não comentar o assunto. A Globo não respondeu até o fechamento da reportagem.

UOL Esporte vê TV