PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Com Palmeiras e fim da "Fazenda", SBT espera disparada da Libertadores

Rony comemora gol pelo Palmeiras contra o Libertad, pela Libertadores - Duda Bairros/Conmebol
Rony comemora gol pelo Palmeiras contra o Libertad, pela Libertadores Imagem: Duda Bairros/Conmebol

Gabriel Vaquer

Colaboração para o UOL, em Aracaju

21/12/2020 10h00

O SBT escolheu priorizar o Palmeiras para suas transmissões na Libertadores. Nos bastidores da emissora, o clima é de otimismo. Com a Globo exibindo reprises no horário nobre e a Record sem o seu principal produto, o reality "A Fazenda 12", a ideia do canal de Silvio Santos é enfim se consolidar na vice-liderança da TV aberta na Grande São Paulo.

No entanto, uma ala mais otimista da direção aposta até em alguns minutos de liderança, a depender do que acontecer nas duas partidas do clube alviverde contra o River Plate.

Nomes do departamento esportivo do SBT ouvidos pela reportagem do UOL Esporte afirmam que o fator mais animador é o fim do programa de Marcos Mion na Record. Finalizada na última quinta-feira (17), a produção conseguia índices de até 20 pontos na medição do Ibope (o ponto vale 204.050 indivíduos em São Paulo) e "roubava" potenciais telespectadores do futebol.

Sem o reality, a briga pelo segundo lugar de Ibope deve ficar mais equilibrada, e os jogos exibidos pelo canal de Silvio Santos podem ter índices melhores dos que já marcaram para os padrões do SBT. Até agosto, antes de a "Fazenda" entrar no ar, a emissora vencia a Record frequentemente no horário das 22h, principalmente nas noites de terças e quintas, com filmes e o humorístico "A Praça é Nossa".

O índice da última terça-feira (15) foi comemorado internamente, porque a vitória do Palmeiras sobre o Libertad quase empurrou o "The Voice Brasil" para a terceira colocação nos momentos de pico. Na visão do SBT, isso mostra que o público está se acostumando a entender que a Libertadores tem uma casa nova na televisão brasileira depois de muito tempo.

Também existe otimismo para um possível aumento de audiência em termos nacionais. No PNT (Painel Nacional de Televisão), que se refere às 15 principais regiões metropolitanas do Brasil que possuem medição de TV, o Palmeiras só atingiu 7 pontos de média nos confrontos com o Libertad. A ideia é que esses índices subam para ao menos 10 pontos na semifinal.

UOL Esporte vê TV