PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Conmebol bate meta de assinaturas, mas quer ampliar venda de pay-per-view

Thiago Galhardo comemora gol pelo Internacional: clube é atração de pay-per-view da Libertadores - Pedro H. Tesch/AGIF
Thiago Galhardo comemora gol pelo Internacional: clube é atração de pay-per-view da Libertadores Imagem: Pedro H. Tesch/AGIF

Gabriel Vaquer

Do UOL, em Aracaju

30/11/2020 18h00

Passada a fase de grupos e com a chegada do mata-mata da Libertadores, a Conmebol está em um misto de emoções com o seu serviço de pay-per-view da Libertadores. Antes mesmo do início das oitavas de final, mais de 80 mil clientes já haviam assinado a plataforma, que também exibe jogos da Copa Sul-Americana. Mas a entidade quer uma forma de promover esses jogos para um público que não é cliente de Sky e Claro, as duas maiores operadoras do país, por que muitos reclamam de dificuldade em assinar o serviço.

Segundo apurou o UOL Esporte, a ideia e a discussão nesse momento seria a possibilidade de lançar um aplicativo, como o Premiere Play, serviço da Globo que permite assinatura pela internet, para a Libertadores e a Copa Sul-Americana. Sky e Claro, além da Band, seguiriam como sócias do acordo. Na visão de todos, esse seria o único modo de ir além da base alcançada até agora. Se os clubes brasileiros avançarem, a expectativa é que se chegue a 100 mil assinantes nas quartas de final.

O faturamento já é interessante. Até o momento, a Conmebol TV tem cerca de 80 mil assinantes. Com isso, a entidade conseguir angariar, já de início, R$ 3,192 milhões, um bom número para o início de uma ideia que custa um valor relativamente alto para a atual realidade do país - R$ 39,90 mensais. Mas existe um incomodo por parte da Conmebol. Para os mandatários da entidade, dá para ir além da base atual ao longo do tempo de competição.

Nas oitavas, torcedores de Internacional e Athletico Paranaense vão precisar ter o serviço para ver o jogo de seu time. O que também pode ajudar é a exclusividade da Copa Sul-Americana. A torcida do Vasco tem feito um movimento interessante para acompanhar a partida das oitavas de final, na próxima quinta-feira, contra o Defensia Y Justica (ARG). O Bahia, que tem outra torcida engajada, também tem feito campanha por assinaturas nas redes sociais.

Em um quesito, a Conmebol está feliz: a qualidade de transmissão. Produzido pela Band, a narração e os comentários feitos foram elogiados pela entidade para executivos da emissora paulista. No monitoramento que a entidade fez, o público que comentou as partidas nas redes sociais também gostaram bastante do serviço.

A Conmebol segue investindo em publicidade para ganhar clientes na internet. A maior crítica até o momento é o preço. A entidade quer provar que fale a pena pagar o valor. Só para se ter uma ideia, outros serviços de streaming e pay-per-view, como DAZN, EI Plus e UOL Esporte Clube, custam menos de 25 reais.

O acordo entre Band e a Conmebol vale por três temporadas. O pacote oferecido ao público contém os jogos que, nos canais fechados, eram do Sportv — antes de o Grupo Globo rescindir o contrato que valia até 2022. Ao todo, só pela Libertadores, serão cerca de 27 jogos exclusivos já na fase de grupos por ano. Um jogo da semifinal da competição, por exemplo, será exclusivo do serviço.

UOL Esporte vê TV