PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

SBT entrevista Tite em estreia de programa com Benja e Sheik

Benjamin Back no cenário do novo "Arena SBT" - Reprodução/SBT
Benjamin Back no cenário do novo "Arena SBT" Imagem: Reprodução/SBT

Gabriel Vaquer

Colaboração para o UOL, em Aracaju

26/10/2020 18h38

No fim de noite desta segunda-feira (26), o SBT vai colocar no ar o seu tão esperado programa esportivo. Comandado por Benjamin Back, o "Arena SBT" vai apostar em uma entrevista exclusiva com o técnico da seleção brasileira, Tite, para falar sobre os mais diversos assuntos.

Além de Benja, o programa terá Emerson Sheik, Maurício Mano, Cicinho e Téo José. Mesmo com toda empolgação prévia, o momento é de cautela quando o assunto é projeção de resultado da atração, especialmente em audiência.

Faturamento, no entanto, não deverá ser problema neste início. O "Arena SBT" se iniciará com três patrocinadores garantidos: Amazon Prime, Sportingbet.tv e Claro.

A negociação para ter Tite no novo programa foi fechada no último sábado (24) e confirmada nesta segunda pelo SBT. O técnico da seleção brasileira gravou por 20 minutos com a emissora de Silvio Santos, diretamente da sede da CBF, no Rio de Janeiro, na tarde de hoje. O programa não será ao vivo. As primeiras edições serão gravadas poucas horas antes, no início da noite. Posteriormente, a ideia é que ele seja em tempo real, e logo depois da pandemia do novo coronavírus, passe a ter plateia no estúdio.

Tite vai falar principalmente sobre a convocação para os jogos das eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, ocorrida na semana passada. Os jogos vão ser disputados contra Venezuela e Uruguai, no mês que vem. Curiosamente, a partida fora de casa contra o Uruguai ainda não tem exibidor definido na televisão brasileira e o próprio SBT negocia a possibilidade de comprar o jogo - o último compromisso da seleção longe do país, contra o Peru, foi exibido pela TV Brasil e rendeu boa audiência.

Falando em números, o SBT não tem uma grande expectativa para o "Arena SBT". O programa vai confrontar contra o reality show "A Fazenda 12", apresentado por Marcos Mion na Record. O concorrente está em seu auge de popularidade e chega a vencer a Globo em seu horário de exibição, terminando por volta das 0h30. A ideia do SBT é marcar algo na casa dos 4 pontos de audiência, números que o jornalístico "Conexão Repórter", que ocupava o horário até então, atingia.

Outro ponto importante para a emissora de Silvio Santos é o faturamento. O programa vai estrear com três patrocinadores garantidos: as empresas Claro, Sportingbet.TV e Amazon Prime. Tudo isso por que o "Arena SBT" faz parte do pacote publicitário da exibição da Libertadores no SBT. Ou seja, quem compra a cota comercial para os jogos da competição continental, também anuncia no projeto. Até aqui, existem mais três cotas para serem vendidas, em um total de seis.

A expectativa é que, com a chegada do mata-mata da Libertadores, o SBT consiga novos interessados no mês que vem. Como informou o UOL Esporte, Benjamin Back tem contrato com a Disney até o final do ano. Benja disse a pessoas próximas que não deve renovar o acordo que tem com a Disney, ficando apenas no SBT. No entanto, a empresa americana ainda afirma internamente que interesse em que o profissional continue na casa e promete fazer uma proposta para convencê-lo a ficar nos canais esportivos da Disney.

Além do novo programa esportivo, o SBT também está atrás de outros direitos de transmissão. As eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, com jogos do Brasil fora de casa, e a Fórmula 1, que agora passou a ser gerido no país pela empresa Rio Motorsports, e não mais da Globo após 38 anos, são os principais alvos. A situação da Copa Sul-Americana é negociada e a Copa América também foi oferecida.

UOL Esporte vê TV