PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Empresa procura SBT, Band e Disney para oferecer Copa América até 2028

Jogadores da seleção brasileira pouco antes de receberem o troféu da Copa América 2019 - Kaz Photography/Getty Images
Jogadores da seleção brasileira pouco antes de receberem o troféu da Copa América 2019 Imagem: Kaz Photography/Getty Images

Gabriel Vaquer e Marcel Rizzo

Do UOL, em Aracaju e Fortaleza

23/10/2020 04h00

A empresa japonesa Dentsu está procurando diversas emissoras brasileiras, em TV aberta e por assinatura, para tentar negociar os direitos de transmissão da Copa América pelas próximas três edições — 2021, 2024 e 2028. Dona de toda a comercialização e organização do torneio por oito anos após licença dada pela Conmebol, a Dentsu procurou SBT e Band, além de já negociar com a Globo na TV aberta. A Disney, dona dos canais ESPN e Fox Sports, também foi consultada.

Segundo apurou a reportagem do UOL Esporte, um dos motivos pela procura para uma emissora no Brasil é a falta de disposição da Globo em conversar. A emissora carioca entende que, neste momento, não é uma prioridade discutir o assunto. O problema é que isso pode, novamente, dar margem para que a concorrência adquira jogos e eventos importantes. A Dentsu não tem pressa em fechar um acordo e as tratativas devem avançar apenas no início do ano que vem.

De todas as empresas procuradas, chama a atenção a entrada de SBT e da Band. No mês passado, o canal de Silvio Santos voltou a fazer investimentos no futebol e passou a procurar eventos para aumentar o seu portfólio, por ordem do dono da emissora. Sobre a Copa América, a emissora apenas afirma internamente que foi procurada e estuda a ideia sem afobação, mas admitiu que o pacote oferecido para longo prazo é bastante interessante para as projeções do SBT.

Caso fechasse acordo, poderia ser a volta da seleção brasileira em calendário regular. O SBT tentou negociar a transmissão de jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo semanas atrás, que estão disponíveis no mercado. Não chegou a um acordo para Brasil x Peru, que foi mostrado pela TV Brasil, mas segue tentando para jogos futuros. A boa relação com a Conmebol, depois da compra da Libertadores da América, é vista como um ponto positivo.

A Band foi outra procurada. A emissora também está investindo novamente no Esporte adquirindo as ligas da Itália e da Alemanha, além de reativar o "Show do Esporte" aos domingos. A Band recebeu a proposta na semana passada e analisa. Para ir em frente, precisa do aval do dono da emissora, o Johnny Saad. O projeto está sendo estudado e uma contraproposta poderá ser feita. Seria o retorno da parceira da Band com a competição, que foi transmitida pela emissora pela última vez em 2007.

Por fim, quem também foi procurada, mas meses atrás para exibir o maior evento de seleções da América, foi o Grupo Disney. A Dentsu questionou a empresa norte-americana sobre o interesse em exibir o torneio. A Disney disse que tinha vontade, mas dependeria de negociação. A conversa não avançou. No entanto, internamente, a Disney segue afirmando que poderia mostrar o evento, por considerar a Copa América bastante atrativa.

A última Copa América, de 2019, foi exibida pelo Grupo Globo em TV aberta e fechada. O torneio aconteceria este ano, mas por causa da pandemia do novo coronavírus, foi adiada para 2021. A edição do ano que vem vai acontecer na Argentina e na Colômbia, com final marcada para a cidade de Barranquilla.

UOL Esporte vê TV