PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Fifa e Comissão Europeia lançam 'Plano de Ação Antirracismo' na Europa

"Plano de Ação Antirracismo" lançado pela Fifa e Comissão Europeia mira desigualdade racial na Europa - Getty Images
'Plano de Ação Antirracismo' lançado pela Fifa e Comissão Europeia mira desigualdade racial na Europa Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

21/09/2020 11h31Atualizada em 21/09/2020 13h00

A Fifa (Federação Internacional do Futebol) e a Comissão Europeia lançaram, na sexta-feira (18), seu "Plano de Ação Antirracismo", na Bélgica. O plano será usado para enfrentar desigualdades raciais no esporte e na sociedade europeia.

A federação foi ao lançamento representada pelo ex-atacante belga Mbo Mpenza, que compartilhou sua experiência de racismo na Europa durante uma mesa redonda.

"Esta iniciativa é muito importante para mim", explicou Mpenza. "Tenho orgulho de ser um verdadeiro belga, um belga de cor. O esporte me deu muitas coisas na vida. Mas, infelizmente, o racismo existe no esporte", continuou.

Quando comecei a jogar futebol profissional, por volta dos 17 anos, as pessoas faziam sons de macaco sempre que eu pegava a bola.
Mbo Mpenza

A Comissária da União Europeia para a Igualdade, Helena Dalli, explicou que o plano mira o racismo estrutural e como o esporte vai ajudar nisso.

"Ninguém nasce racista", disse ela. "Precisamos dar ênfase aos esportes e ao currículo escolar. Precisamos trabalhar com as escolas para que as crianças possam 'desaprender' os estereótipos que ouvem da sociedade e das pessoas ao seu redor".

A Fifa disse em comunicado que está elaborando seu próprio programa antirracista, que, segundo ela, será crucial para a promoção da igualdade no futebol.

Futebol