PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Globo ignora Palmeiras e gols da Libertadores; SBT não cita Corinthians

Transmissão do SBT com Téo José, Ricardo Rocha e Mauro Beting - Reprodução
Transmissão do SBT com Téo José, Ricardo Rocha e Mauro Beting Imagem: Reprodução

Gabriel Vaquer

Colaboração para o UOL, em Aracaju

17/09/2020 04h00

A noite foi quente na disputa de audiência entre Globo e SBT ontem (17). Com futebol ao vivo, o telespectador pôde escolher entre Corinthians x Bahia pelo Campeonato Brasileiro e Bolivar x Palmeiras pela Libertadores, jogo que marcou a estreia da competição no canal de Silvio Santos.

Mas a escolha não significaria que o torcedor saberia do jogo do rival. A Globo, como de praxe, não citou nenhum acontecimento do confronto concorrente. A surpresa foi que o próprio SBT também não trouxe informações a respeito do que rolava no Brasileirão.

A transmissão do SBT começou às 21h14, um minuto antes do previsto. Téo José narrou e apresentou Bolivar x Palmeiras, com comentários de Mauro Beting e Ricardo Rocha. A Globo entrou ao ar com Corinthians x Bahia, pelo Campeonato Brasileiro, às 21h25, com Cléber Machado citando o momento difícil que vivia o clube corintiano no momento para segurar a audiência em alta da novela "Fina Estampa", que está em sua última semana.

Logo no início, um teste: o Palmeiras marcou o primeiro gol. Willian Bigode cobrou um pênalti e converteu. Na Globo, nenhum aviso disso na transmissão do Corinthians.

O mesmo acontecia pouco depois, o tento marcado por Otero no Timão. Quando a bola entrou na Neo Química Arena, o rival que via o jogo no SBT sequer soube do gol corintiano.

No intervalo de ambas as partidas, o foco foi também em outras partidas. O SBT citou jogos do Athletico, Internacional e Grêmio, todos válidos pela Libertadores.

Já no Corinthians, a Copa do Brasil com Fluminense e Ceará foram lembradas. Mas citação à Libertadores, a Globo não fez nenhuma, assim como o SBT não mencionou o Brasileiro.

E assim isso se seguiu até o final das partidas, que terminaram em 3 a 2 entre Corinthians e Bahia, e 2 a 1 para o Palmeiras na Bolívia.

Na Globo, esta é uma política normal. Competições exibidas pela concorrência no mesmo horário que seus jogos não são citados em suas transmissões. Foi assim em 2019, quando a RedeTV! exibiu Racing x Corinthians pela Copa Sul-Americana. A emissora só citou o jogo do Timão em seus noticiários.

Quem quisesse saber do resultado do rival, teria que entrar na internet ou esperar um pouco mais pelas informações. No SBT, a transmissão terminou rapidamente com Téo José entregando o horário para o "Programa do Ratinho". Na Globo, o programa "Segue o Jogo", de Lucas Gutierrez, fez citação modesta.

Ao falar da quarta-feira de futebol, Gutierrez citou apenas os placares das partidas da Libertadores em fala sem qualquer imagem, apenas ressaltando os jogos da noite.

Pouco depois, já ao final do "Jornal da Globo", Renata Lo Prete e Felipe Diniz fizeram o "Bate-Papo Esportivo". Aí sim, as primeiras imagens da competição da Conmebol apareceram, com os gols de Internacional 4 x 3 América de Cali enviados pelos canais Disney, que exibiu a partida com exclusividade.

Mas novamente, Diniz citou os resultados dos jogos de Palmeiras e Grêmio, como já tinha feito Gutierrez, sem imagens. Desta vez, uma desculpa ao telespectador, essa de praxe. "A Globo não é detentora dos jogos da Libertadores e não recebeu as imagens até agora", afirmou o jornalista.

Na audiência, a Globo se deu melhor. Segundo dados prévios de São Paulo, Corinthians x Bahia marcou 24 pontos de média contra 10 do SBT, que não ficou nem em segundo lugar com Bolivar x Palmeiras - a vice-liderança foi da Record, que exibiu as novelas bíblicas e o reality show "A Fazenda 12", apresentado por Marcos Mion.

UOL Esporte vê TV