PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Turner se acerta com 8 times só até 2021, mas plano de cobertura é incerto

Jogadores do Palmeiras celebram gol de Patrick de Paula. Time alviverde tem acordo com Turner em TV fechada - LUCIANO CLAUDINO/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO
Jogadores do Palmeiras celebram gol de Patrick de Paula. Time alviverde tem acordo com Turner em TV fechada Imagem: LUCIANO CLAUDINO/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO

Gabriel Vaquer

Colaboração para o UOL, em Aracaju

06/08/2020 16h37Atualizada em 07/08/2020 10h59

A Turner encaminhou acordo com os oito clubes com os quais possui acordo ativo para o Brasileirão 2020 (Palmeiras, Santos, Athletico Paranaense, Coritiba, Fortaleza, Bahia, Ceará e Internacional) para retomar o pagamento dos direitos de transmissão do torneio - congelados desde o início da pandemia do novo coronavírus.

O acerto com seu pool de times ainda resolve outro impasse. Se antes a emissora sinalizava deixar o Brasileiro após a edição 2020, agora ela se encaminha para garantir o cumprimento parcial de acordo pré-estabelecido ano passado e assegurar as transmissões até o fim de 2021 - abrindo mão dos campeonatos e 2022, 2023 e 2024. Com o entendimento, a Turner evitará uma guerra judicial que já era ensaiada nos bastidores.

O acerto entre e a emissora e os times, no entanto, é, por hora, muito mais uma questão de esfera financeira e ainda não resolve outro problema: quais jogos e o plano completo para a transmissão das partidas da atual edição, que começa neste sábado. O plano da Turner não só para a primeira rodada, como para as futuras, ainda segue um mistério.

A emissora americana já cogitava há algum tempo retirar de sua grade o campeonato e ainda não há uma decisão clara de como trabalhar com o produto. Em meio a todo o imbróglio financeiro que travou com os times, a TV ainda viu o surgimento da Medida Provisória 984/20, que dá direito só ao mandante acertar com a emissora que quer transmitir os jogos, como mais uma questão a se resolver -em um entrave com a Globo que pode parar na justiça.

Para a rodada inicial, por exemplo, as partidas escolhidas pela Turner foram Palmeiras x Vasco, pelo acerto com o time alviverde e baseado na nova MP - do Mandante - e Coritiba x Inter. A primeira foi adiada em função do choque de data com a final do Campeonato Paulista, enquanto a segunda está mantida na tabela mas não tem a confirmação de transmissão por parte da Turner.

Como foi a negociação

Segundo apurou o UOL Esporte, as negociações tiveram um importante avanço nesta quinta (6), com a promessa da Turner de que os pagamentos pelos direitos de transmissão deste ano serão retomados a partir deste mês, além de outros débitos pendentes, como luvas. Os clubes também queriam resolver o futuro junto com o impasse atual, e por isso o acordo demorou para sair.

A ideia inicial da Turner era sair do Brasileirão ao fim da temporada que começa no fim de semana, mas os clubes pediram para que a programadora ficasse mais um ano, para dar tempo de sondar o mercado e melhorar a situação dos direitos. 2022 foi considerado um tempo ideal. Assim que o acordo for formalizado, a Turner distribuirá cerca de R$ 104 milhões para os oito times referente à primeira parte do dinheiro deste ano. O restante é pago após o fim do Brasileirão, previsto para fevereiro de 2021.

Para evitar um problema jurídico, a Turner abriu mão de processar os clubes, e as agremiações também deixaram de requerer a multa prevista em contrato para ter os direitos de transmissão de seus jogos a partir de 2022 e vendê-los coletivamente para outro grupo que se interesse. Aliás, o grupo unido pela negociação continuará mesmo após o desfecho.

O acordo foi costurado pela empresa Livemode, de Edgar Diniz, que foi o fundador do Esporte Interativo e representou quase todos os clubes, com exceção do Internacional. O clube gaúcho possui acordo até o fim desta temporada e não criou problemas para o desfecho.

Caso não chegassem a este entendimento, a Turner poderia ter que pagar R$ 300 milhões de multa para cada um dos times, incluindo o Fortaleza, que possui acordo diferenciado - recebe R$ 9 milhões fixamente por ano. Tal novo acerto entre a empresa e os clubes deve ser anunciado até a noite de hoje (7), horas antes do início do Brasileirão.

Inter x Coritiba pode ser jogo da rodada

A primeira transmissão deve ser de Coritiba x Internacional, às 19h30, na TNT. O jogo já consta no guia de programação da Sky, a segunda maior operadora do país. A Turner, procurada pela reportagem, ainda não pronunciou sobre o assunto. Caso o faça, ela será atualizada. Os clubes afirmaram que "não têm nada a comentar sobre o assunto no momento. A negociação segue em andamento".

Agora, a Turner tem apenas um problema: a briga jurídica pelo entendimento diferente da MP 984, que dá ao mandante o direito de exibição de uma partida. A Globo processou a programadora hoje e afirma que ela não pode exibir jogos que envolvam clubes que fecharam com a emissora carioca.

UOL Esporte vê TV